A situação da saúde é trágica e o país lamenta até 4.000 mortes por dia

As consequências da Covid-19 no Brasil continuam trágicas, quinta-feira, 8 de abril. Com até 4.000 mortes por dia, e um recorde na terça-feira, 6 de abril, o país tem o maior número de mortos no mundo. Cemitérios estão sendo construídos até onde a vista alcança, e túmulos são escavados por escavadores dia e noite. São Paulo denunciou 900 mortos em apenas 24 horas. As mortes estão aumentando e a equipe médica do hospital está no fim. Crise econômica extremamente brutal A fórmula amazônica é mais agressiva e agressiva. Portanto, nos hospitais, os cuidadores imploram ao governo que tome medidas. “A cada dia que passa, teremos mais e mais mortes”, insiste uma mulher. “Devemos filtrar a todos com esforços tangíveis para nossas políticas.” Jair Bolsonaro ainda rejeitou a contenção em grande escala, então governadores e prefeitos tomaram medidas locais. O presidente brasileiro respondeu: “Lamento essas restrições. Para quem pede o exército para ajudar os conservadores, o exército brasileiro não vai patrulhar as ruas até que todos fiquem em casa.” A crise econômica também atingiu o país, já que dezenas de pessoas não recebem mais alimentos suficientes todos os dias.

READ  Novos nomes para evitar o estigma

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *