A Trafigura está a abandonar os seus “fornecedores de negócios”, intermediários que desempenham funções por vezes ambíguas.

A Trafigura está a abandonar os seus “fornecedores de negócios”, intermediários que desempenham funções por vezes ambíguas.

A Trafigura elimina os intermediários. Até Outubro próximo, os famosos “fornecedores de negócios” – como também são chamados no sector das matérias-primas – deverão tornar-se uma história antiga para a casa comercial de Genebra. Pelo menos é isso que ela tem O segurado Este fim de semana, num documento de posicionamento enviado a Tempos Financeiros.

Em Março, à margem da Cimeira das Matérias-Primas em Lausanne, a Trafigura declarou, de forma confidencial, a sua intenção de utilizar um número menor de tais indivíduos com uma agenda de endereços completa. É uma mensagem que se seguiu a diversas ações judiciais – na Suíça, nos Estados Unidos ou no Brasil – visando o seu papel na adjudicação de determinados contratos em países ricos em recursos naturais.

Você está interessado neste item?

Não perca nenhum dos nossos conteúdos publicados diariamente – inscreva-se agora para acessar todos os nossos artigos, podcasts e análises

Até 25 de dezembro, aproveite 30% de desconto em todas as nossas assinaturas

Verifique as ofertas

Boas razões para assinar Le Temps:

  • Consulte todo o conteúdo ilimitado no site e aplicativos móveis

  • Você pode acessar a cópia impressa com uma cópia digital antes das 7h.

  • Beneficie-se de privilégios exclusivos reservados aos assinantes

  • Acessar arquivos

READ  PIB do Brasil recua no segundo trimestre: -0,1% em um trimestre

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *