Agricultores da Martinica no Brasil compararão práticas

Agricultores da Martinica no Brasil compararão práticas

A Associação para a Promoção da Economia Rural (APER) escolheu o Brasil para a 20ª edição de sua viagem de estudos e conhece fazendas no resto do Caribe e além. Cerca de cinquenta agricultores da Martinica farão a viagem a partir de sexta-feira, 10 de novembro de 2023, em direção a Belém, no estado do Pará, no norte do país.

Depende dos empreendimentos, a Associação para a Promoção da Economia Rural, para organizar um empreendimento com empreiteiros agrícolas nos destinos, voisines do Caraïbe e au-dela, para visitar as explorações e confrontar aqueles com experiência nas áreas de profissões. na terra.

Este ano por 20H Nesta versão do estudo e das viagens exploratórias, a APER rumou para Belém, no estado do Pará, norte do Brasil. A delegação da Martinica, composta por cerca de cinquenta participantes, iniciará as suas visitas na sexta-feira, 10 de novembro de 2023.

É uma verdadeira formação para agricultores de diferentes níveis. O que veem nas explorações agrícolas, em termos das técnicas utilizadas, dos métodos de produção que por vezes são copiados na Martinica. Os agricultores ficam maravilhados cada vez que visitam um país, porque estamos nas Caraíbas e produzimos praticamente as mesmas culturas, mas há sempre pequenas diferenças de um país para outro.

Lucien Adent, Diretor da APER


Agricultura em estufa na Martinica.


Depois há também a troca importante, porque percebemos que enfrentamos as mesmas dificuldades, os mesmos problemas, mesmo que apenas em relação aos parasitas que destroem as colheitas. Durante quase 20 anos, viajamos pelo Caribe, de Trinidad a Cuba, passando por países do continente americano.

Lucien foi condenado

(Na Martinica I Mic de Manuel Larade)

Durante esta residência brasileira organizada em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Agricultura e Pesca do Pará, estão programados diversos encontros.

READ  A Câmara de Comércio Marroquina-Brasileira em Dakhla só promove o reconhecimento internacional do marroquino do Saara (Presidente)

Os martinicanos vão descobrir, entre outros, em Belém, uma operação agrícola integrada, uma exploração de búfalos, uma fábrica de queijos, uma fábrica de chocolates, bem como unidades agroalimentares.

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *