AMÉRICA / BRASIL- Mais da metade das famílias afetadas pela insegurança alimentar e nutricional: Semana de mobilização da Igreja

AMÉRICA / BRASIL- Mais da metade das famílias afetadas pela insegurança alimentar e nutricional: Semana de mobilização da Igreja

Brasília (Agência Fides) – Com a celebração eucarística que aconteceu ontem, 8 de junho, na Casa Bom Samaritano de Brasília, onde os migrantes venezuelanos são recebidos, a semana da mobilização nacional no marco da segunda fase da ação solidária emergencial. hora de cuidar “começou. A Semana acontecerá de 8 a 12 de junho com a implementação de ações de solidariedade nas dioceses, organizações e setores pastorais da Igreja no Brasil.
No domingo de Páscoa do ano passado, 12 de abril de 2020, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Caritas Brasil lançaram a iniciativa “Ação Emergencial Solidária” em âmbito nacional, com o lema “É hora de cuidar” . A campanha visa estimular a solidariedade, com a arrecadação de alimentos, produtos de higiene e limpeza, em benefício de grande parte da população brasileira dramaticamente atingida pelas consequências da pandemia, como a população de rua. , migrantes, refugiados, desempregados, trabalhadores informais (veja Fides 11/04/2020; 16/04/2020).
Ao dar as boas-vindas aos participantes da Missa inaugural da semana de mobilização, a diretora do Instituto de Migração e Direitos Humanos, Irmã Rosita Milesi, uma das coordenadoras da Casa Bom Samaritano, sublinhou a importância de realizar esta ação num momento em que mais mais da metade da população brasileira encontra-se em situação de insegurança alimentar e nutricional. A freira referiu-se a dados do grupo de pesquisa Food for Justice da Universidade Livre de Berlim, que mostram que mais da metade das famílias do país (59,4%) experimentaram algum grau de insegurança alimentar entre agosto e dezembro de 2020. Na prática, mais de 125,6 milhões de brasileiros não se alimentavam como deveriam ou viviam na incerteza sobre o acesso à alimentação para o futuro.
A Missa, presidida pelo Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro e Secretário Geral da Conferência Episcopal Brasileira (CNBB), Dom Joel Portella Amado, contou com a participação de migrantes venezuelanos acolhidos na Casa Bom Samaritano e representantes de organizações parceiras na implementação do a semana de mobilização. O Bispo destacou que esta segunda fase está centrada no combate à fome, realidade que as comunidades vêem crescer no país, e que é necessário superar três dificuldades para suscitar a solidariedade nestes tempos de pandemia: o pecado (egoísmo), o cansaço e incredulidade. O Secretário-Geral da CNBB também convidou a todos a participarem no próximo sábado, 12 de junho, dia em que será realizada uma campanha de alimentos em várias comunidades católicas do país para enfrentar as consequências da pandemia,
Segundo a Caritas Brasil, que coordena a sistematização de dados, desde o início da segunda fase da ação, em 11 de abril de 2021, foram recolhidos 1,5 tonelada de alimentos, 117 mil kits de higiene pessoal, 115 mil equipamentos de proteção individual e 53 mil roupas e calçados . (SL) (Agência Fides 06/09/2021)

READ  Chile recebe as primeiras vacinas contra coronavírus | Mundo


Compartilhar:

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *