Antigo engenho de açúcar abraça a arte em um ambiente brasileiro isolado

Antigo engenho de açúcar abraça a arte em um ambiente brasileiro isolado

Agua Brita (Brasil), 20 de fevereiro. . A Açucareira Santa Terezinha se tornou a maior do Brasil na década de 1950 e, hoje, esse complexo do interior de Pernambuco surge como um grande museu a céu aberto em meio à mata. 30 hectares de área logística, que antes contava com ferrovia e até hangar de aviões para escoamento da produção de açúcar, hoje inclui lagos, jardim botânico e amostras de animais silvestres que dividem o espaço com escola de música e obras de artistas do Brasil e outros países. A 130 quilômetros de Recife, a capital regional, e a dez da região metropolitana de Água Prieta, está a Usina de Arte, empreendimento da família Pessoa de Queiroz, donos de um engenho de açúcar que foi destruído no final dos anos 1990. . O premiado artista plástico cubano Carlos Garricoa, o colega uruguaio Clemente Paden, o espanhol espanhol Joan Barantes e o brasileiro José Rufino, curador do Museu do Parque, realizaram exercícios de arte em um local já planejado como uma “ferramenta de regeneração”. área de sua origem. “É uma provocação para dar um novo sentido ao passado e repensar as perspectivas futuras”. , Da arte contemporânea e das comunidades do entorno do projeto, incluindo um dos filhos de Quilomboulas – descendentes de escravos negros – Ricardo Pessoa de Queiroz, fundador da Usina de Arte em 2015, conta. Pessoa de Queiroz e sua esposa se inspiraram em Inhotim , um dos maiores museus da América do Sul está localizado em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, que foi projetada pelo empresário Bernardo Paz e pelo paisagista Roberto Pearl Marx. Este ano, o Museu Montazah ganhou influência internacional através da reprodução colossal da vulva de uma mulher, esculpida pela artista Juliana Notária em um penhasco, um ato que levantou sua voz contra a “ofensa secular” das mulheres e as feridas “abertas” da cultura Positiva para a sociedade com impacto econômico, cultural e educacional principalmente na empobrecida região da Mata Pernambucana, a Usina de Arte abriu suas portas para o ensino da música e da escultura, não só de jovens, mas também de idosos. contato com a arte. A soldagem completou Rolando Tavares, que também atua como motorista de quadriciclo puxando carroças para transportar visitantes dentro do complexo, a arte de “infectar-se” e mostrar uma de suas criações, entre outras obras de artistas conhecidos. “Sou funcionário do Jardim Botânico, mas estava dentro do porão olhando, no ferro-velho, e pensei em fazer uma obra.” Arte com moedas e “Trazer para o Jardim Botânico. O nome da empresa é “Renacer”, porque realmente temos que renascer como força ”, disse Tavares. As aulas de música para crianças e jovens na área ajudaram desde o início os alunos a superar a dor O aluno e as faculdades rurais vizinhas apresentam excelente desempenho em diversos testes de conhecimento e avaliação da qualidade da educação no Estado de Pernambuco. CASA DEL ARTE CONTEMPORÁNEO Con Rufino como curador, varios artist de la ola contemporánea, todos con exposiciones a nivel internacional, como el ucraniano Residentiale en Estados Unidos Vadim Karchenko y el estadounidense S. Shigley, masion of los. Entre os brasileiros, os nomes de Iole de Freitas, Hugo França, Marcelo Silveira, Marcio Almeida, Paulo Bruscky, Flavio Cerqueira, Frida Baranek, Liliane Dardot, José Spaniol, Paulo Meira, Vanderlei Lopes, Sain Clair Cemin, Geórgia, Karl Arthur fica fora Vergara e Julio Villani. Waldheim Garcia Montoya (c).

READ  Brasil rumo a novo recorde de safra de grãos

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *