Argentina impede a entrada de turistas, inclusive brasileiros | Mundo

A Argentina anunciou que cidadãos de nações vizinhas, incluindo brasileiros, não poderão mais entrar no país a partir desta sexta-feira (25). As novas regras valem até 8 de janeiro, quando serão revisadas.

O aumento do número de casos de covid-19 e a identificação de mutações no vírus Sars-CoV-2 motivaram o governo a mudar os procedimentos de entrada de estrangeiros e também de argentinos que viajaram para o exterior.

No final de outubro, a Argentina voltou a permitir a entrada de estrangeiros de países vizinhos – Brasil, Chile, Uruguai, Bolívia e Paraguai.

Os argentinos e residentes que retornam ao país devem apresentar um teste negativo do tipo PCR para Covid-19, realizado 72 horas antes do vôo, e cumprir uma quarentena de sete dias, informou o Ministério do Interior. Estrangeiros autorizados pela Direção Nacional de Migração devem apresentar seguro de assistência médica internacional.

Apenas dois aeroportos na Argentina foram autorizados para viagens internacionais: Ezeiza e San Fernando, ambos atendendo a região da capital, Buenos Aires.

Preocupada com a nova cepa do coronavírus, que pode ser até 70% mais transmissível, a Argentina já havia interrompido a chegada e saída de voos para o Reino Unido. Também suspendeu voos da Itália, Dinamarca, Holanda e Austrália.

No Porto de Buenos Aires apenas poderão entrar argentinos e residentes.

Os últimos dados oficiais do Instituto e Universidade Johns Hopkins apontam para 1.574.554 casos de coronavírus, com 42.422 mortos na Argentina.

READ  Alpha para os britânicos, Gamma para os brasileiros ... QUEM renomeia as variantes

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *