Baía da Ilha Grande, um gostinho do paraíso no Brasil

Baía da Ilha Grande, um gostinho do paraíso no Brasil

Se o paraíso existe, não está longe daqui “, teria dito o grande navegador Américo Vespúcio ao desembarcar na Ilha Grande.

Montanhosa, extensa, a ilha protege das ondas a imensa baía que leva seu nome, aninhada aos pés de uma das mais belas paisagens costeiras do Brasil, a Costa Verde. Costa verde como esmeralda, é coberta por uma floresta primária única no mundo que cobre os relevos montanhosos da Serra do Mar.

Este ambiente único, agora protegido por parques e reservas naturais, é pouco visitado.© Anne Bergogne

Aos seus pés, as águas azul-turquesa da baía, ilhas ainda selvagens, grandes praias de areia branca ladeadas por coqueiros. Este ambiente único, hoje protegido por parques e reservas naturais, é pouco visitado. O litoral manteve-se protegido da especulação imobiliária. É o lar de aldeias de pescadores com fachadas coloridas, mas também de grandes vilas enterradas na vegetação tropical, refúgios de paz para os seus proprietários que se juntam a eles de helicóptero durante um fim de semana. A iate começa a se desenvolver ali com uma frota de barcos de aluguel com ou sem tripulação. “ A demanda está crescendo », comenta Jean-Baptiste Le Turc, da agência Windward. Somam-se a isso alguns fretamentos, barcos de escala e iates pertencentes a famílias ricas do Rio e de São Paulo.

Por que parar aí?

Pela beleza do local, pela diversidade de paisagens e condições de navegação, ideal num corpo de água protegido e com ancoradouros seguros. E pela recepção dos brasileiros, calorosos e sempre prontos a se esforçar para ajudar os viajantes.

A fuga essencial

A histórica cidade de Paraty, situada aos pés do Parque Nacional da Serra da Bocaina. Criada pelos portugueses no século XVII, preservou o seu casario colonial e as suas ruas de paralelepípedos irregulares, regularmente lavadas pelas marés altas.

READ  Brasil: descoberta de uma nova espécie de dinossauro desdentado

© Anne Bergogne

A mais bela ancoragem

O Saco do Mamanguá tem o formato de uma reentrância com vários quilômetros de profundidade. Este fiorde brasileiro, inacessível por estrada, permaneceu selvagem, margeado por um manguezal e emoldurado por uma floresta primária com uma vista magnífica sobre os dois pães de açúcar da serra de Mamanguá. Explore de caiaque e canoa.

Não perca

A subida do famoso pico do Papagaio ou pico do Papagaio (987 m) na Ilha Grande para descobrir um panorama deslumbrante da baía, das ilhas vizinhas e das montanhas que circundam o litoral.

Onde encontrar um barco?

Na marina de Angra Dos Reis, porto de embarque de barcos de aluguer mas também de “Escunas”, antigos barcos de trabalho de El Salvador convertidos em confortáveis ​​shuttles turísticos. A baía possui algumas marinas com pontões ou bóias, principalmente em Paraty, parada obrigatória.

Paraty© sob licença Creative Commons

Para quem prefere conhecer as ilhas a pé, pode cruzar até Ilha Grande ou Paraty em barcos de passageiros ou pegar um táxi-barco e colocar a mala em uma charmosa Pousada ou em um resort mais luxuoso.

Antes de partir, lembre-se de verificar as previsões no O canal meteorológico de viagens.

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *