Bill Gates: Encontros com Jeffrey Epstein um ‘erro fatal’

Washington | O ex-chefe da Microsoft Bill Gates admitiu ter cometido um “erro fatal” quando conheceu Jeffrey Epstein, o financista acusado de agredir sexualmente dezenas de menores em suas residências de luxo antes de ser encontrado enforcado em sua cela em agosto de 2019.

• Leia também: Warren Buffett pede demissão da Fundação Bill e Melinda Gates

“Passar um tempo com ele foi um grande erro para dar-lhe credibilidade por estar lá”, disse Bill Gates à CNN.

O Sr. Gates afirma tê-lo conhecido a fim de arrecadar dinheiro para suas atividades de caridade.

“Tive vários jantares com ele na esperança de que ele incorporasse suas palavras sobre a doação potencial por meio de seus contatos de bilhões de dólares em projetos de caridade para a saúde global”, disse Bill Gates.

“Quando ficou claro que isso não aconteceria, o relacionamento acabou”, acrescentou.

Em maio passado, o New York Times e o Wall Street Journal noticiaram esse jantar, que teria sido assunto de perguntas do conselho de diretores da Microsoft e teria causado uma rixa com sua agora ex-mulher, Melinda.

Bill Gates, que fundou a Microsoft em 1975, deixou o conselho de diretores do grupo em 2020 para se dedicar inteiramente à organização que criou com sua esposa. Deixou de ser diretor administrativo desde 2000.

READ  Demonstração de 1º de maio | Dezenas de prisões em Istambul

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *