Blues: Zidane, Thuram … antes de Benzema, o grande retorno da escolha

Blues: Zidane, Thuram ... antes de Benzema, o grande retorno da escolha

Paris (AFP)

Assim como Karim Benzema, convocado na terça-feira para a seleção francesa aos 33 e cinco anos após sua última convocação, muitas personalidades do futebol, como Zinedine Zidane, Lilian Thuram ou Lionel Messi, voltaram à seleção nacional após um eclipse.

– Pelé, ganhe uma reviravolta –

Pelé venceu as Copas do Mundo de 1958 (na Suécia) e 1962 (no Chile), e teve um pesadelo durante a Copa do Mundo de 1966 na Inglaterra, vítima dos golpes de seus oponentes e da arbitragem frouxa.

Aí decidiu focar no seu clube, o Santos, e ficaria dois anos sem usar a camisa de sua escolha.

Mas a Copa do Mundo de 1970 se aproxima e o artista encontra a Seleção por encomenda de seu ex-parceiro Mario Zagallo. Pelé vai estrelar o México para trazer ao Brasil o seu terceiro título mundial.

# Imagem 1

– Gascoigne, lágrimas e aventuras –

Convocado para a seleção pela primeira vez em 1988 por Bobby Robson, Gascoigne representaria o futebol inglês em suas aventuras, mas também em lágrimas durante as semifinais da Copa do Mundo de 1990, que perdeu nos pênaltis contra a Alemanha.

Robson deixa a escolha e Gascoigne é demitido por seu sucessor, Graham Taylor. Ele retorna para um amistoso, mas se machuca e perde a Euro 1992.

Ele se machucou novamente em 1994 e esteve ausente por um ano e meio. Mas em 1996, durante o Campeonato Europeu em casa, na Inglaterra, ele atingiu seu gênio único, com um gol notável no malabarismo contra a Escócia.

– Zidane, o destino em azul –

Depois de chegar ao topo do futebol após uma dobradinha histórica (Mundial-1998, Euro-2000) à frente da seleção francesa, Zinedine Zidane anunciou sua aposentadoria internacional após sua fraca eliminação nas quartas-de-final do Euro-2004.

READ  Atlantia: o valor de hoje na Europa permaneceu na região vermelha da Atlantia no primeiro trimestre

Mas um ano depois, o ilustre craque decidiu voltar.

# Foto 2

Seguindo instruções de Raymond Dominic, “Zizou” levou a França à final da Copa do Mundo de 2006 na Alemanha, incluindo uma partida contra o Brasil nas quartas de final (1-0).

No entanto, ele encerrou sua carreira extraordinária com uma famosa cabeçada sobre o italiano Marco Materazzi, que o viu desclassificado na final.

– Thuram e Makelele, praças Zizou –

Como Zidane, Lilian Thuram e Claude Makelet anunciaram sua aposentadoria pela seleção após o fracasso da Euro 2004.

No entanto, como “ZZ”, anunciam o regresso a Azraq e participam na saga na Alemanha.

# Foto 3

Em junho de 2008, depois de deixar a estrada na primeira rodada do Euro, o defensor e o meio-campista da defesa anunciaram sua última aposentadoria internacional.

Com 142 seleções, Thuram continua sendo o jogador francês mais coroado.

– Russo, da vergonha à Bola de Ouro –

Ele fez uma pausa de dois anos para participar do escândalo “Totonero”, a loteria esportiva italiana, e parece que a carreira de Paolo Rossi foi destruída.

Sua suspensão expirou em abril de 1982, dois meses antes da Copa do Mundo da Espanha. O técnico Enzo Bearzot se lembra dela, mas o primeiro assalto correu mal. “Nazionale” empatou com três, ultrapassando Camarões por pouco, e Rossi não marcou um gol.

Mas sua vigília está no segundo estágio. Um hat-trick lendário contra o Brasil (3-2) nas quartas-de-final, um duplo no intervalo contra a Polônia (2-0) e o primeiro gol da final contra o FRG (3-1). O retorno é perfeito, Rossi, artilheiro da Copa do Mundo, leva a Itália ao topo e fecha o ano da Bola de Ouro.

Messi de decepção em decepção

Para Messi, coroado de sucessos no Barcelona, ​​foram as frequentes desilusões com a Argentina que o levaram a afastar-se temporariamente da seleção.

READ  Fant Beef Info - Notícias do Haiti

# Foto 4

Depois de ser derrotado na final da Copa do Mundo de 2014 e, em seguida, na final da Copa América 2015, Messi tropeça novamente na etapa final da final da Copa América 2016.

Em 26 de junho de 2016, ele disse amargamente: “A escolha acabou para mim. É a quarta final que eu perco, e a terceira consecutiva.”

Mas essa crise internacional não dura. Messi reconsiderou suas palavras dois meses depois e jogará na Copa do Mundo de 2018 … sem mais sucesso: uma eliminação pelo oitavo lugar contra a França (4-3) e um novo arco internacional para o hexagonal Bola de Ouro, tornando a perua até início de 2019.

– Ibrahimovic, comeback quebrado –

Como Benzema, o retorno de Zlatan Ibrahimovic deveria ser a 39ª estrela do Euro (11 de junho a 11 de julho).

O anúncio de sua retumbante volta ao trabalho com a Suécia, cinco anos após sua última convocação, despertou o mundo do futebol em março: até o atacante do Milan assinou assistências no final de março com sua seleção nas eliminatórias para a Copa do Mundo. -2022.

# Foto 5

Mas uma lesão no joelho destruiu o sonho do excêntrico atacante, que perderá o grande torneio continental neste verão.

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *