Bonito: o destino turístico onde nadar com sucuris

Bonito: o destino turístico onde nadar com sucuris

Talvez você sonhe em nadar com golfinhos no Havaí, peixes-boi na Flórida, tubarões nas Bahamas ou baleias nas Ilhas Tonga? E o que você diria de levar a aventura um pouco mais longe e fazer um molho com sucuris verdes no Brasil?

Todos os anos, a pequena cidade de Bonito e região, no sudoeste do país, atrai turistas que esperam poder nadar com essas criaturas. A sucuri verde é a maior cobra do mundo. Pode medir até nove metros e pesar até 250 quilos. Se você não gosta de cobras, não tem problema, a capital do ecoturismo brasileiro, Bonito tem muito mais a oferecer com suas florestas tropicais, cachoeiras, cavernas, rios cristalinos próprios para mergulho com snorkel e, claro, sua fauna e flora excepcionais.

O Rio Sucuri

Uma das principais atrações da região, localizada no estado de Mato Grosso do Sul, é flutuar no Rio Sucuri (que significa anaconda em português) com roupa de neoprene, máscara e snorkel para admirar a natureza. Você deve saber que devido ao fundo d’água, composto por rocha calcária, os rios locais estão entre os mais claros do mundo. Você terá a impressão de estar em um aquário natural, e encontrará dezenas de peixes de diversas espécies e de todas as cores.



Bonito, Brasil

Muitas espécies de peixes coloridos são encontradas no Rio Sucuri.

Foto fornecida por Michael Patrick O’Neill

Mas é preciso observar com atenção, pois seja na água ou na vegetação ao redor, você poderá encontrar uma sucuri verde, também chamada de sucuri gigante. Este réptil verde oliva com barriga bastante amarela e dorso coberto de manchas marrons vive nos rios tropicais do Equador, Peru, Colômbia, Venezuela e Brasil. É uma cobra semiaquática que se alimenta de peixes, pássaros, grandes roedores e até outras cobras, entre outras coisas.

Perigo para os humanos?

A boa notícia é que esta cobra não é venenosa nem perigosa para os humanos: “Claro que os animais selvagens nunca são 100% previsíveis, por isso não posso garantir que não aconteça um ataque, mas em 30 anos nunca houve nenhum lamentáveis ​​incidentes causados ​​por esse réptil neste rio ou em outro local de Bonito”, explica Marcos Violante, biólogo e guia.

Além disso, o seu encontro está longe de ser garantido e é até descrito como bastante raro.

Se a sorte não lhe favorecer, há muitas outras maravilhas para ver neste mundo aquático, como capivaras e antas na hora do banho. A mata virgem ao redor está repleta de feras fascinantes, macacos-prego certamente virão cumprimentá-lo, tucanos e muitos outros pássaros, sem falar nas magníficas borboletas. Também é possível ter experiência semelhante visitando outros rios, inclusive o Rio da Prata que também merece um desvio.

No reino das Araras


Bonito, Brasil

Araras vermelhas e verdes vistas na dolina do Buraco das Araras.

Foto fornecida por Michael Patrick O’Neill

Além disso, os amantes de papagaios não podem deixar de visitar o Buraco das Araras, localizado a 60 km de Bonito. É uma cratera de arenito avermelhado – com 500 metros de circunferência e 100 metros de profundidade – com um pequeno lago verde no centro onde vivem jacarés. Este imenso sumidouro é refúgio e criadouro de diversas espécies de aves, incluindo as espetaculares araras vermelhas e verdes e as araras azuis e amarelas.

O Trou des aras, um lugar frequentado por assassinos

O biólogo Mario Violante explicou que nas décadas de 1940 a 1960 e talvez 1970, o Buraco das Araras serviu de lixão para assassinos. Privilegiaram o local, por ser deserto e distante das grandes cidades. Além disso, como as paredes deste grande buraco são verticais por mais de 100 metros, ninguém poderia descer até lá, por isso era um local perfeito para se desfazer de um corpo ou de objetos constrangedores. Na década de 1980, o exército brasileiro esvaziou o local de resíduos. Ela trouxe três caminhões cheios de objetos de todos os tipos, incluindo numerosos ossos humanos pertencentes a 10 pessoas diferentes.

READ  Caio Henrique foi convocado para a Seleção Brasileira, é (muito) possível!
Visite uma caverna


Bonito, Brasil

A gruta do Gruto do Lago.

Foto fornecida por Marie Poupart

A cerca de trinta minutos de Bonito fica a Gruta do Lago Azul, uma caverna fascinante para explorar. A “Caverna do Lago Azul” é uma das maiores cavernas inundadas do mundo, descoberta em 1924. Ela se abre para o céu, criando um raio de luz que dá ao lago uma cor azul deslumbrante. Para chegar lá é preciso descer quase 300 degraus, acompanhado de um guia. O esforço vale a pena, pois ao longo da descida é possível admirar as estalactites e estalagmites que tornam este local verdadeiramente encantador.

Bom saber

Todos os passeios oferecidos em Bonito devem ser agendados com antecedência e, em quase todos os casos, você será acompanhado por um guia turístico local cadastrado na EMBRATUR. Por questões de preservação ambiental, todas as atividades turísticas em Bonito contam com número limitado de vagas.

Resumidamente

  • Ou : a pequena cidade de Bonito está localizada no sudoeste do Brasil, a cerca de 325 km da fronteira com o Paraguai. Fica próximo ao Pantanal Sul, o maior pantanal do mundo, famoso por suas onças. Bonito está localizada na região da Serra Bodoquena.
  • População : Bonito tem pouco mais de 22 mil habitantes, mas atrai turistas de todo o mundo, pois sua região é conhecida pelo ecoturismo devido aos rios cristalinos, florestas tropicais, cachoeiras e cavernas. A maior parte das atividades da região acontecem em terrenos particulares, muitos deles bem distantes de Bonito, por isso não hesite em recorrer aos serviços de uma agência para organizar visitas a esses atrativos.
  • Quando : Bonito pode ser visitada o ano todo, mas evite, na medida do possível, os períodos movimentados de feriados e férias escolares de junho, julho e agosto.
  • Temperatura: Bonito está a 315 metros acima do nível do mar, com clima caracterizado por verões quentes e chuvosos (principalmente entre outubro e março) e invernos secos com temperaturas que chegam a 5°C, principalmente entre maio e agosto. Portanto, leve roupas para o frio no inverno e um agasalho leve no resto do ano. A temperatura média anual é de 25°C.
  • Transporte: A melhor forma de chegar a Bonito é pelo Aeroporto Internacional de Campo Grande, capital do estado de Mato Grosso do Sul. Campo Grande fica a aproximadamente 300 km de Bonito, e os visitantes podem optar pelo serviço de ônibus/van (aproximadamente 4 horas) para chegar a Bonito, ou alugar um carro. De São Paulo também é possível pegar um vôo direto de 2 horas para o aeroporto de Bonito.
  • Alojamento: Bonito oferece diversas acomodações tipo pensão chamadas pousada em português, com jardins, piscinas e redes, umas mais luxuosas que outras. A Pousada Olho d’Água, a 3 km do centro urbano de Bonito, oferece 24 quartos confortáveis, piscina e um enorme jardim onde você pode admirar em liberdade todos os tipos de pássaros, incluindo soberbas araras, aves da família dos papagaios e tucanos. Um café da manhã gigantesco é servido todas as manhãs. Um dos hostels mais bonitos de todo o país, o Bonito Hi Hostel também recebe turistas.
READ  Chuvas torrenciais causam fortes enchentes no Brasil

Procurando um guia para conhecer a região de Bonito? Marcos Violante: photoinnatur. com.

► Para saber mais, siga nossa colaboradora Marie Poupart em Facebook.

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *