Brasil-Argentina interrompidos por imbróglio sanitário

Confusão total em São Paulo: o confronto de qualificação para a Copa do Mundo de 2022 entre Brasil e Argentina foi interrompido com apenas cinco minutos de jogo.

Quatro jogadores argentinos foram acusados ​​de violar os protocolos anticovid.

O cenário foi surreal: o pontapé inicial foi dado, com as estrelas Messi e Neymar, mas cinco minutos depois, representantes da agência de saúde da Anvisa entraram em campo para ordenar sua interrupção, encarando os jogadores estupefatos.

Os argentinos tentaram negociar, mas acabaram voltando ao vestiário. Os brasileiros ainda permaneceram em campo, jogando e treinando entre si, uma hora após o apito inicial, sem saber se a partida será retomada ou adiada para uma data posterior.

“Por decisão do árbitro, a partida entre Brasil e Argentina está suspensa. O árbitro fez um relatório ao comitê disciplinar da Fifa, que decidirá quais serão os próximos passos a serem seguidos”, publicou a Confederação Sul-Americana ( Conmebol) no Twitter.

“Notícias falsas”

Poucas horas antes do início do jogo, a Anvisa anunciou em nota que havia recomendado às autoridades locais do Estado de São Paulo que os quatro jogadores fossem “imediatamente colocados em quarentena” por terem fornecido “informações falsas” na ficha de inscrição para o Brasil.

De acordo com a agência de saúde, Giovanni Lo Celso (Tottenham), Emiliano Martinez (Aston Villa), Emiliano Buendia (Aston Villa) e Cristian Romero (Tottenham) não informaram que estiveram no Reino Unido nos últimos quatorze dias anteriores sua chegada.

Uma portaria de 23 de junho proíbe a entrada em território brasileiro de qualquer estrangeiro do Reino Unido, Índia ou África do Sul, para evitar a disseminação de variantes do Covid-19.

O Brasil é o segundo país do mundo mais enlutado pela Covid-19, com mais de 580.000 mortos.

READ  Paulista: Novorizontino x são Paulo ao vivo, onde assistir?

O comunicado da Anvisa relatou um “grave risco para a saúde”, proibindo os jogadores de “participar de qualquer atividade e permanecer em território brasileiro”.

Duelo Messi-Neymar abortado

Apesar desta decisão, Lo Celso, Martinez e Romero alinharam-se nas “onze” titulares da Albiceleste e deram início à partida.

Ao contrário dos nove brasileiros da Premier League convocados pelo técnico Tite, os quatro argentinos fizeram a viagem apesar do veto dos clubes ingleses, que proibiram seus jogadores sul-americanos de participarem dessas partidas internacionais para evitar a quarentena no retorno.

A espera foi enorme por esse choque, a vingança pela final da Copa América, que viu o astro argentino Lionel Messi conquistar seu título de primeira seleção no dia 10 de julho, no Maracanã.

Este encontro foi para opor Messi e Neymar, companheiros de equipe no Paris SG desde este verão, depois de jogarem juntos por quatro anos no FC Barcelona (2013-2017).

É o duelo no topo dessas eliminatórias sul-americanas, as brasileiras desfilando na liderança com 21 pontos e sete vitórias em sete partidas, seguidas da Albiceleste (15 pontos).

Este artigo foi publicado automaticamente. Fontes: ats / afp

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *