Brasil: desmatamento na Amazônia ainda muito alto em maio

O desmatamento na Amazônia brasileira caiu em maio em relação ao mesmo período de 2021, mas atingiu seu segundo maior nível para este mês do ano em sete anos, segundo dados oficiais divulgados nesta sexta-feira.

• Leia também: 10 campos de futebol da floresta tropical destruídos a cada minuto em 2021

• Leia também: Colômbia: incêndios na Amazônia colocam a capital em “alerta ambiental”

Em maio, foram desmatados 900 km2, área equivalente a 126 mil campos de futebol, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que compila dados diários de desmatamento. No ano passado, o desmatamento deste mês chegou a 1.390 km2.

Desde o início de 2022, a maior floresta tropical do planeta perdeu 2.867 km2, um aumento de 12,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

O estado do Amazonas (nordeste) foi o mais afetado pelo desmatamento em maio, concentrando quase um terço do desmatamento na Amazônia, que abrange nove estados.

Os dados do INPE também registraram 2.287 incêndios em maio, um aumento de 96% em relação ao mesmo período de 2021 e o pior nível em um mês desde 2004.

Apesar de “todos os alertas científicos, o Brasil continua indo contra a maré do desenvolvimento sustentável”, reagiu à AFP Mariana Napolitano, da ONG WWF-Brasil

O presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro, defensor do agronegócio, é alvo de críticas internacionais pelo forte aumento do desmatamento na Amazônia ligado à extensão de áreas agrícolas e à exploração de madeira e recursos minerais.

Desde que assumiu o cargo em 2019, a taxa média anual de desmatamento na Amazônia brasileira aumentou 75% em relação à década anterior, segundo dados oficiais.

O presidente Bolsonaro, no entanto, assegurou nesta sexta-feira, na Cúpula das Américas, em Los Angeles, que seu país “não precisa da Amazônia para desenvolver sua atividade agrícola”.

READ  le satélite Starlink retombe sur Terre et est aperçu au Brésil

“Os registros de desmatamento mostram claramente que um futuro ambiental justo e equilibrado está se afastando dia a dia”, lamentou Napolitano, porém, destacando a “ineficiência” das políticas ambientais do governo.

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *