Brasil: Incêndios no Pantanal ligados à expansão agrícola e às mudanças climáticas

Brasil: Incêndios no Pantanal ligados à expansão agrícola e às mudanças climáticas

Os incêndios florestais que assolam o Pantanal, a maior zona húmida do planeta, foram favorecidos pela seca devido às alterações climáticas e à expansão agrícola, estima o especialista brasileiro Paulo Artaxo em entrevista à AFP.

Este físico, professor da Universidade de São Paulo (USP) e membro do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) da ONU, insta as autoridades brasileiras a implementarem todos os meios necessários para prevenir as mudanças climáticas. incêndios causados ​​pelo homem.

Localizado no sul da Amazônia, o Pantanal, que se estende principalmente pelo Brasil, mas também pela Bolívia e pelo Paraguai, é um santuário de biodiversidade que abriga milhares de espécies de plantas e animais.

Desde o início de junho, mais de 1,7 mil focos de incêndio foram identificados nesta região, um recorde desde que os dados coletados por satélites começaram a ser compilados pelo Instituto Brasileiro de Pesquisas Espaciais (INPE), em 1998.

De 1º de janeiro a 20 de junho, o INPE registrou 2.628 focos no Pantanal, mais que no primeiro semestre de 2020, ano encerrado com o maior número de queimadas já registrado neste bioma.

Estes números são ainda mais alarmantes tendo em conta que os incêndios costumam ser mais graves no segundo semestre do ano, durante a estação seca.

PERGUNTA: O que explica por que já existem tantas queimadas no Pantanal?

RESPOSTA: “O Pantanal, assim como toda a região central do Brasil, está passando este ano por uma das piores secas da história, causada pelas mudanças climáticas. Mas embora tenhamos observado uma redução acentuada na precipitação, é importante enfatizar que a maioria destes incêndios são criminosos. Eles estão danificando seriamente o ecossistema.”

P: Qual é o papel da expansão das terras dedicadas às culturas e à pecuária na região?

READ  Brasil não tem mais certeza de que quer ser o país anfitrião

R: “Podemos dizer que todos estes incêndios se devem à expansão agrícola”.

P: Existe uma ligação entre estes incêndios e inundações históricas no sul do Brasil, que os especialistas também atribuem em grande parte às mudanças climáticas?

R: “Definitivamente há uma conexão. Uma área de alta pressão [aussi connue comme anticyclone] estacionado acima do estado de São Paulo (sudeste) e do Mato Grosso (centro-oeste), onde está localizada parte do Pantanal.

Sul [de cet anticyclone]isso ampliou as chuvas no estado do Rio Grande do Sul [qui a été dévasté par des inondations sans précédent le mois dernier].

E no Mato Grosso, a quantidade de chuva foi bastante reduzida, causando secas e temperaturas extremas que conduzem aos incêndios que vemos atualmente.

P: O que pode ser feito para amenizar esse problema dos incêndios florestais no Brasil?

R: “Devemos mobilizar a Polícia Federal, o Exército, todos os meios à disposição do Brasil para coibir incêndios criminosos, que constituem crimes ambientais. É possível realizar controlos definindo áreas prioritárias, onde a propensão para estes incêndios criminosos é maior.

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *