Brasil: Milhares de manifestantes contra a gestão da epidemia de Bolsonaro

Milhares de pessoas manifestaram-se em várias cidades brasileiras no sábado para protestar contra o adiamento da campanha de vacinação da COVID-19 e exigir o afastamento do presidente Jair Bolsonaro, cujo governo vem sendo criticado pelo vírus.

A convite de partidos e organizações de esquerda, uma ruidosa procissão de cerca de 500 carros percorreu as principais avenidas da capital econômica de Brasília, levantando slogans como “Vaccine pour tous”, “Oxygene”, “Bolsonaro out” ou “Accountability. , sim”.

Os manifestantes também protestaram contra a suspensão da ajuda emergencial concedida de abril ao final de dezembro a 68 milhões de brasileiros, quase um terço da população.

Manifestações semelhantes foram realizadas em várias outras cidades do país, notadamente no Rio de Janeiro e em São Paulo.

O presidente de extrema direita minimizou repetidamente a gravidade do COVID-19, que ele inicialmente descreveu como uma “pequena gripe”. Ele também questionou o uso de máscaras e a eficácia das vacinas e recomendou “tratamento precoce” com medicamentos que não se mostraram eficazes.

Ele também criticou as medidas de contenção tomadas pelos governadores dos estados brasileiros, destacando os únicos efeitos negativos sobre a economia.

Seu governo está sendo criticado por lidar com a crise de saúde e pelo atraso na vacinação, que começou esta semana com vários soluços: falta de doses e até seringas.

Os protestos vão continuar no domingo nas principais cidades, desta vez a convite de partidos de direita e organizações como o Movimiento Brasil Libre (MBL) e Vem Para Rua, que apoiou Bolsonaro quando ele assumiu o poder em Janeiro de 2019, mas desde então se distanciaram de sua administração. Por causa da epidemia.

Uma pesquisa de opinião divulgada sexta-feira pelo instituto Datafolha mostrou uma queda acentuada na popularidade do Bolsonaro, agora apoiado por 31% da população, ante 37% nas pesquisas recentes de agosto e dezembro.

A segunda onda da nova pandemia de coronavírus está matando mais de 1.000 pessoas por dia no Brasil. O país de 212 milhões de habitantes lamenta mais de 215.000 mortes.

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *