Brasil se torna a sexta potência econômica do mundo

Brasil se torna a sexta potência econômica do mundo

Graças ao crescimento excepcional de 7,5% em 2010, o Brasil tornou-se a sexta potência económica mundial em 2011, estando agora à frente do Reino Unido e logo atrás da Alemanha e da França.

Publicado em: uma média :

AFP- O Brasil ultrapassou o Reino Unido e se tornou a sexta potência econômica mundial em 2011, anunciou na segunda-feira o instituto de pesquisa CEBR, com sede em Londres.

Nas suas últimas classificações, o Centro de Investigação Económica e Empresarial colocou o Reino Unido em sétimo lugar entre as economias mundiais, atrás dos Estados Unidos (1.º), China (2.º), Japão (3.º), Alemanha (4.º) e França (5.º). . ) e Brasil (sexto).

Em entrevista à Rádio BBC, o diretor deste governo, Douglas McWilliams, confirmou que esta classificação mostra o peso crescente da Ásia na economia global, em detrimento dos países ocidentais.

Ele acrescentou: “Vemos também que os países que produzem bens de primeira necessidade, como alimentos e energia, estão a ter um desempenho muito bom e a subir gradualmente nas classificações económicas” do mundo.

O CEBR prevê também que em 2016 o Reino Unido ultrapassará a França e que ocupará apenas o nono lugar entre as economias mundiais em 2020.

No entanto, segundo o instituto de investigação, a Rússia e a Índia deverão ascender, respetivamente, ao quarto e quinto lugares das potências económicas globais em 2020.

O Brasil, com uma população de cerca de 200 milhões de habitantes, alcançou um crescimento de 7,5% em 2010, mas o governo reviu a sua previsão de crescimento para 3,5% para este ano, após um forte abrandamento da actividade económica no terceiro trimestre.

READ  Amazon has just bought a batch of used commercial aircraft for the first time

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *