Colômbia | Os novos regulamentos. Cerca de 650 imigrantes, principalmente haitianos, estão “autorizados a cruzar a fronteira entre o Panamá e a Colômbia diariamente para continuar seu caminho para … os Estados Unidos”.

Colômbia |  Os novos regulamentos.  Cerca de 650 imigrantes, principalmente haitianos, estão “autorizados a cruzar a fronteira entre o Panamá e a Colômbia diariamente para continuar seu caminho para … os Estados Unidos”.

Segundo especialistas, as leis de imigração do Chile e o fim da era de ouro da economia brasileira, após a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, fizeram os haitianos ansiarem pelo “Sonho Americano”, que, em muitos ocasiões, colapsos na fronteira mexicana.

Quinta-feira, 12 de agosto de 2021 ((rezonodwes.com)) – Jornal colombiano O Expectador Foi anunciado na noite de quinta-feira que as autoridades da Colômbia e do Panamá permitirão milhares de imigrantes ilegais, a maioria dos quais haitianos. ” Indo para os Estados Unidos para passar pela fronteira comum‘, graças a um acordo que estabelece cotas e pode fornecer um caminho para evitar a caça ao crime organizado e à dura Floresta de Darren.

A diretora de imigração do Panamá, Samira Gouzin, disse em uma entrevista coletiva:A partir de agosto, seu país permitirá um máximo de 650 migrantes por dia na Colômbia«.

A cota tem como objetivo fornecer uma saída para a crise no porto colombiano de Nicocle, onde 15.000 migrantes aguardam um barco que os leve à fronteira com o Panamá para cruzar a Floresta de Darien, explicou a Sra. Josine. Apesar dos riscos da viagem, o grande grupo inclui menores e gestantes.

No entanto, à medida que a situação em Necoclí melhora, essa participação diminuirá. ” A partir de 1º de setembro, receberemos 500 (pessoas) por dia de terça a sábadoAcrescentou Gozaine. A decisão foi anunciada quarta-feira após encontro virtual no Panamá, que contou com a presença de chanceleres de vários países latino-americanos, como Brasil, México, Chile, Colômbia e Costa Rica, além de representantes dos Estados Unidos e Canadá.

READ  Países pobres presos entre o Fed e a inflação

Autoridades panamenhas e panamenhas disseram que a Floresta de Darien se tornou um verdadeiro corredor de migração irregular da América do Sul para os Estados Unidos e Canadá via América Central e México.

Os imigrantes são em sua maioria haitianosMuitos deles começaram suas viagens no Chile e no Brasil, para onde fugiram após o devastador terremoto de 2010.

Segundo especialistas, as leis de imigração do Chile e o fim da era de ouro da economia brasileira, após a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, levaram os haitianos a abandonar a busca pelo “sonho americano” que muitas vezes se evapora às portas de sua fronteira compartilhada com o México.

O segundo maior grupo era formado por cubanos que viam na rota do Panamá uma alternativa ao remo pelo Estreito da Flórida para chegar aos Estados Unidos. Entre os imigrantes ilegais, apesar da distância, também há asiáticos, principalmente de Bangladesh, e africanos, principalmente do Senegal.

Fonte

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *