Conferência: “Guiana e Brasil, da contestação à cooperação”

Sexta-feira 08/07/22 – Rémire-Montjoly
Conferência: “Guiana e Brasil, da contestação à cooperação”

Conferência: “Guiana e Brasil, da contestação à cooperação”

Conferência “Guiana e Brasil, do contestado à cooperação” no Arquivo Territorial da Guiana, no MCMG, na sexta-feira, 08 de julho de 2022, a partir das 18h

Esta conferência faz parte da série de conferências intitulada “Les Conférences des Archives”.

730 KM de fronteiras. Esta é a extensão da fronteira entre o Brasil e a Guiana.
Essa fronteira tem sido objeto de muitos escritos e é sinônimo de tensão e cooperação.
O Contestado Franco-Brasileiro traz elementos para a compreensão do presente.

Segundo o orador Stéphane Granger, doutor em geografia, esta conferência propõe-se a revisitar dois séculos de história das relações entre Guiana e Brasil, nomeadamente através dos conflitos nascidos em torno da demarcação da fronteira que atingiram o seu apogeu com o famoso episódio da “Disputado franco-brasileiro, na origem da atual fronteira no Oyapock”.

A partir de fontes mantidas no Arquivo Territorial da Guiana, mas também em diversas bibliotecas brasileiras e francesas, o autor procura mostrar a visão francesa e brasileira dessa história, a fim de desmistificar certas ideias recebidas.

Esse conflito e sua resolução a favor do Brasil em 1900 geraram, de fato, fora da zona fronteiriça que se tornou uma área viva, uma desconfiança mútua que as políticas de cooperação ilustradas pela ponte sobre o Oiapoque tentam superar apesar das dificuldades políticas e migratórias questões.


Conferência: “Guiana Francesa e Brasil, da contestação à cooperação”

Conferência “Guiana Francesa e Brasil, do contestado à cooperação” no Arquivo Territorial da Guiana Francesa, no MCMG, na sexta-feira, 08 de julho de 2022, a partir das 18h

Esta conferência faz parte da série de conferências intitulada “Les Conférences des Archives”.

READ  Grande Prêmio do Brasil | Hamilton domina os treinos, mas será penalizado no grid no domingo

730 KM de fronteiras. Esta é a extensão da fronteira entre o Brasil e a Guiana Francesa.
Essa fronteira tem sido objeto de muitos escritos e é sinônimo de tensão e cooperação.
O Contestado Franco-Brasileiro traz elementos para a compreensão do presente.

Segundo o palestrante Stéphane Granger, doutor em geografia, esta conferência propõe revisitar dois séculos de história das relações entre a Guiana Francesa e o Brasil, em particular através dos conflitos nascidos em torno da demarcação da fronteira que atingiram seu apogeu com o famoso episódio da o “Disputado Franco-Brasileiro, na origem da atual fronteira do Oiapoque”.

A partir de fontes guardadas no Arquivo Territorial da Guiana Francesa, mas também em diversas bibliotecas brasileiras e francesas, o autor procura mostrar a visão tanto francesa quanto brasileira dessa história, a fim de desmistificar certas ideias recebidas.

Esse conflito e sua resolução a favor do Brasil em 1900 geraram, de fato, fora da zona fronteiriça que se tornou uma área viva, uma desconfiança mútua que as políticas de cooperação ilustradas pela ponte sobre o Oiapoque tentam superar apesar das dificuldades políticas e migratórias questões.


You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *