Coronavírus. Pelo menos 1.300 bebês morreram de Covid-19 no Brasil

As crianças praticam poucas formas graves de Covid-19, mas a situação no Brasil começa a preocupar os pediatras. Pelo menos 852 crianças menores de 9 anos morreram entre fevereiro de 2020 e meados de março de 2021, incluindo 518 bebês menores de um ano, de acordo com dados oficiais do Ministério da Saúde do Brasil.

Essa avaliação está muito aquém da realidade, segundo Fátima Marinho, renomada epidemiologista da Universidade de São Paulo, recebida por jornalistas da BBC.

Na verdade, as mortes de um grande número de crianças e bebês não são atribuídas diretamente à Covid-19 por causa da falta de exames no país.

O epidemiologista brasileiro constatou que houve dez vezes mais mortes por síndrome respiratória inexplicada do que nos anos anteriores. Extrapolando esses números, Fátima Marinho estima que o coronavírus já matou mais de 2.000 crianças com menos de 9 anos, incluindo pelo menos 1.300 bebês.

Várias crianças sucumbiram à síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica (PIMS). Esta é uma resposta imunológica extrema ao vírus, que pode causar inflamação de órgãos vitais.

Fátima Marinho explica que nunca tinha visto tantos casos de PIMS no Brasil. Essa síndrome com sintomas muito semelhantes aos da doença de Kawasaki também foi observada em outras partes do mundo, principalmente na França.

368 casos de PIMS na França

Santé Publique France identificou 368 casos de síndromes inflamatórias multissistêmicas pediátricas entre março de 2020 e 24 de janeiro de 2021. A idade média das crianças era de 7 anos.

Dentre essas 368 crianças, 171 precisaram ser internadas em terapia intensiva e 80 em unidade de terapia intensiva. Uma criança de 9 anos morreu em Marselha em maio de 2020. Em três de cada quatro casos, as crianças foram infectadas com Covid-19 e outras provavelmente estiveram em contato com o vírus.

READ  F1: o GP do Brasil sem restrição de público

Mais de 360.000 mortes por Covid-19 no Brasil

O Brasil é o terceiro país mais afetado no mundo pela Covid-19 depois dos Estados Unidos e da Índia, mas o segundo em número de mortes. A pandemia causou mais de 360.000 mortes, incluindo 0,58% de crianças de 0 a 9 anos. Uma porcentagem muito baixa, mas ainda representa mais de 2.000 crianças.

O índice de infecção está aumentando acentuadamente devido, principalmente, à variante P1 que surgiu no final de 2020 em Manaus, que é muito mais contagiosa. Está gerando muitos temores, inclusive na França, que decidiu na terça-feira suspender todos os voos diretos com o Brasil.

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *