Cuba: 3 anos de prisão para um ativista envolto na bandeira nacional

Cuba: 3 anos de prisão para um ativista envolto na bandeira nacional

Organizações de direitos humanos anunciaram na sexta-feira que uma ativista cubana que publicou fotos suas no Facebook envolta na bandeira do seu país foi condenada a três anos de prisão sob a acusação de “insultar os símbolos da nação”.

“ontem [jeudi] O Observatório Cubano dos Direitos Humanos anunciou esta quinta-feira que era conhecida a sentença proferida contra a ativista e presa política Anette Gonzalez Garcia, ou seja, 3 anos de privação de liberdade.

Annette Gonzalez (44 anos), detida em março de 2023, participou numa iniciativa intitulada “A ciência pertence a todos”, lançada em solidariedade com o artista visual Luis Manuel Otero Alcantara, condenado em 2022 a cinco penas de prisão por acusações de “insultar os símbolos da nação”. “E raiva e inquietação geral.”

“Condenamos a pena de três anos de prisão contra Anette Gonzalez por publicar nas redes sociais uma foto com a bandeira nacional em solidariedade a Luis Manuel Otero Alcantara”, condenou a Amnistia Internacional Américas na sexta-feira.

Em outubro, Annette Gonzalez foi julgada perante um tribunal de Camagüey, província localizada no leste de Cuba.

Várias organizações de direitos humanos e a Embaixada dos EUA em Havana contabilizam cerca de mil “prisioneiros políticos” na ilha, incluindo centenas de participantes nos protestos antigovernamentais de 11 de julho de 2021.

Os Estados Unidos, a União Europeia e a Igreja Católica apelaram à sua libertação.

O governo cubano não tem presos políticos na ilha.

READ  Espionando funcionários eleitos | Nancy Pelosi quer ouvir no Congresso os procuradores-gerais de Trump

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *