desmatamento na Amazônia atingiu seu pior nível em 10 anos | CNEWS

Entre agosto de 2020 e julho de 2021, a parte brasileira da Amazônia perdeu 10.476 quilômetros quadrados de área devido ao desmatamento, segundo o instituto de pesquisas brasileiro Imazon.

Em um ano, a floresta tropical sofreu um grande desmatamento, perdendo uma área total mais de sete vezes o tamanho da grande Londres ou treze vezes o tamanho de Nova York. Este número é o maior desde 2012 para a região e representa um aumento de 57% em relação ao ano anterior.

A política liderada pelo presidente Jair Bolsonaro, eleito no final de 2018, está no centro da crítica ecológica. “O Brasil está indo contra a agenda climática global que busca com urgência reduzir as emissões de gases de efeito estufa”, detalhou Carlos Souza, pesquisador do Imazon, em declarações divulgadas pelo Guardian.

Ministro do Meio Ambiente do Brasil renunciou em junho

No centro de uma investigação criminal ligada ao bloqueio da extração ilegal de madeira, o ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, preferiu renunciar ao cargo em junho passado. No entanto, este surpreendente anúncio não alterou os planos traçados pelo chefe de Estado brasileiro sobre o assunto.

“As medidas que beneficiam a exportação de madeira ilegal – razão pela qual Salles teve de deixar o cargo – ainda estão em vigor”, disse Marcio Astrini, secretário-executivo do Observatório do Clima, ao Guardian.

READ  Brasil / Série D: Final entre Mirassol e Floresta

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *