Em um Brasil em meio a uma pandemia, um padre muito popular se mobiliza pelos sem-teto

Conhecido pelo trabalho social com os moradores de rua de São Paulo, que realiza há mais de trinta anos, Júlio Lancellotti intensificou sua ação durante a pandemia. Recentemente, ele destruiu um anti-SDF instalado pela prefeitura.

“Mais flores, menos pedras” : É cantando este slogan que um dos padres mais famosos de São Paulo e do Brasil, o padre Júlio Lancellotti, chegou a lançar buquês sob dois nós rodoviários da capital econômica brasileira, sábado, 6 de fevereiro.

Poucos dias antes, o padre de 72 anos havia chegado para destruir blocos de pedra recentemente instalados pela prefeitura e que impediam os moradores de rua de ocupar o local. São Paulo é “Uma cidade cruel”, ele tinha então postado em sua conta no Instagram, seguido por mais de 400.000 assinantes. Os internautas compartilharam rapidamente as fotos desses dois atos simbólicos.

“Arquitetura hostil”

No dia seguinte à “operação do clube”, a prefeitura enviou agentes para remover o resto dos blocos de pedra, sublinha o site Metrohpólos, o que evoca uma repercussão negativa para a imagem da cidade. De acordo com as autoridades municipais, a instalação deste dispositivo foi decidida “Sem o seu consentimento”, por um funcionário, desde demitido.

Mais “O fato é que arquitetura hostil”, que serve para “Mudar-se de

[…]

Morgann Jezequel

READ  Brasil leiloa 22 aeroportos e 5 portos

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *