Emmanuel Macron preso por um juiz brasileiro em uma usina da EDF

Três associações acusam a EDF de negligência na prevenção de incêndios em uma região da Amazônia. Um juiz brasileiro exige uma explicação do Presidente da República.

Um juiz brasileiro exigiu explicações do presidente francês Emmanuel Macron em uma carta de solicitação após reclamações sobre danos ambientais perto de uma usina hidrelétrica controlada pela EDF na Amazônia.

Em julgamento proferido na quarta-feira, 4 de maio, o magistrado Mirko Vincenzo Giannotte, de um tribunal do estado de Mato Grosso (centro-oeste), pede a Emmanuel Macron que “comentar sobre o papel da Sinop Energia“, da qual a EDF detém 51% das ações”,em impactos ambientais no Brasil“.

Vários incêndios desde 2018

Três associações apresentaram denúncia, acusando a EDF de negligência na prevenção de incêndios que se multiplicaram desde 2018 na área onde está localizada a usina, próximo a Sinop, cidade de 150 mil habitantes considerada polo do agronegócio. O julgamento do juiz Giannotte contém muitas observações irônicas dirigidas ao presidente francês, “ambientalista que constantemente opina sobre a política ambiental do governo brasileiro“.

Segundo a imprensa brasileira, esse magistrado deveria ser nomeado para o Supremo pelo presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro. Pediu que a carta rogatória fosse enviada ao Eliseu por via diplomática. A Sinop Energia assegurou em comunicado enviado à AFP ter “cumpriu rigorosamente a legislação brasileira e cumpriu todos os requisitos para obtenção de sua licença ambiental“.

Jair Bolsonaro e Emmanuel Macron tiveram inúmeras batalhas por incêndios florestais na Amazônia, o presidente brasileiro acusando seu colega francês de ameaçar o “soberaniado Brasil criticando sua política ambiental. A França se opõe firmemente à ratificação do acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul, duvidando, em particular, do compromisso do Brasil com a defesa do meio ambiente, diante do avanço do desmatamento e das queimadas na Amazônia. .

READ  o lendário técnico brasileiro Bernardinho da seleção francesa após Tóquio-2020

VEJA TAMBÉM – EDF: o Estado vai participar na recapitalização com “mais de dois mil milhões de euros”

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *