Entre Bolsonaro e Lula, direita tenta uma ‘terceira via’

Entre Bolsonaro e Lula, direita tenta uma 'terceira via'

A direita brasileira finalmente encontrou seu campeão? No sábado, 27 de novembro, o governador do estado de São Paulo, João Doria, venceu as primárias do Partido Social Democrata Brasileiro (PSDB). O vencedor, ao final de um processo caótico, deve representar as cores da seleção durante a eleição presidencial de 2022.

Isso significa que, se a questão foi mal tratada: as primárias para “tucanos” (o apelido dos membros do partido) deveriam ser concluídas até 21 de novembro. Mas a falha do aplicativo de votação (talvez relacionada a um ataque de hacker) impediu a maioria dos registradores de validar sua escolha. Depois de um debate acirrado, a votação teve de ser adiada por uma semana.

Leia também Este artigo é reservado para nossos assinantes O ex-presidente brasileiro Lula faz sucesso em turnê pela Europa

Enquanto, no sábado, o país estava de olho na final da Copa Libertadores (competição anual dos melhores clubes de futebol do continente sul-americano, que o Palmeiras venceu por 2 a 1 sobre o Flamengo), as primárias não reuniram torcedores. Quase 30 mil eleitores participaram da votação, que João Doria venceu por pouco, com 53,99% dos votos sobre seus rivais, Eduardo Leyte, atual governador do Rio Grande do Sul (44,66%) e Arthur Virgilio Neto, ex-prefeito de Manaus ( 1,35%).

Personagem polêmico

No discurso da vitória, João Doria quis unir-se. ” Ninguém faz nada sozinho. Precisaremos da ajuda de todos. da Federação Brasileira. Do Consórcio PSDB. Do Sindicato de Líderes e outros partidos. Corações e Mentes para o Brasil. Siga em frente! “, Ele disse no sábado, descrevendo as primárias como linda brava Anunciando a chegada O novo Brasil. »

READ  Compromisso de vacinação para cuidadores, terceira dose da Inglaterra ... uma atualização sobre coronavírus

A tarefa será difícil. O governador de São Paulo, de 63 anos, continua sendo uma figura polêmica. Homem de negócios milionário e bilionário de sorriso deslumbrante e cabelos lisos para trás, este último tem a atmosfera “Berlusconi tropical” e incorpora de forma incomparável a arrogância da região mais rica do país. João Doria, que colocou seus homens à frente do PSD em 2019, acertou, de forma radical e segura, essa formação, que teve suas raízes na centro-esquerda que governou o Brasil de 1995 a 2003, sob os dois mandatos do Presidente Fernando Henrique Cardoso.

Leia também No Brasil, 21 cientistas contrários a Jair Bolsonaro rejeitam medalha

No entanto, João Doria soube usar a pandemia de COVID-19 para amenizar a sua imagem. Grande parte do público reconhece uma vantagem: permitir a importação e produção da vacina chinesa CoronaVac no Brasil, graças à parceria firmada entre a Sinovac e o Instituto Butantan, equivalente local do Pasteur, sob a tutela do estado de São Paulo. Essa vacinação foi implementada a partir de 17 de janeiro e por vários meses foi a única amplamente disponível no país.

Você tem 47,77% deste artigo para ler. O resto é apenas para assinantes.

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *