Ex-presidente Lula apoia Macron

O ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva ligou na quinta-feira, 21 de abril, para “derrotar a extrema direita” apoiando o presidente cessante Emmanuel Macron que, segundo ele, “melhor encarna os valores democráticos e humanistas”. “É fundamental derrotar a extrema direita e sua mensagem de ódio e preconceito. Isto é o que todos os democratas (…) em todo o mundo desejam e esperam”insistiu a figura da esquerda em uma série de tweets publicados em sua conta oficial.

No primeiro turno, o ex-presidente brasileiro (2003-2010) havia apoiado o candidato da insubordinada França (esquerda radical) Jean-Luc Mélenchon. Luiz Inácio Lula da Silva agora acredita que o presidente cessante “é aquele que melhor encarna os valores democráticos e humanistas” contra sua rival de extrema-direita Marine Le Pen na eleição de domingo. Em um tweet em francês, ele julga que “o futuro da democracia está em jogo na Europa e no mundo”.

O impacto das eleições na França “vai além de suas fronteiras”, atingiu aquele que está no topo das pesquisas contra o presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro nas intenções de voto para as eleições presidenciais de outubro no Brasil. Os primeiros-ministros alemão, espanhol e português também pediram aos franceses na quinta-feira que votem a favor do “candidato democrático” na eleição presidencial, em referência a Emmanuel Macron. Em vista das últimas pesquisas, o presidente cessante é dado o vencedor em uma faixa de 54 a 56,5% contra Marine Le Pen.

READ  Brasil: quatro novos clubes qualificados para a Série C 2022

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *