Festival de cinema francês em 88 cidades brasileiras

Festival de cinema francês em 88 cidades brasileiras

O Festival Varilux de Cinema Francês abre esta semana em 88 cidades brasileiras, exibindo 21 longas-metragens na presença do diretor Nabil Ayouch e dos atores Clotilde Hesme e Jérémie Rainier.


Os organizadores, que apresentam este evento como o maior festival de cinema francês no estrangeiro em termos de público, contam com 200 mil espectadores durante as duas semanas de festival.

No ano passado, 180 mil pessoas lotaram os cinemas de 55 cidades brasileiras.

A edição de 2018, que começou quinta-feira à noite no Rio, poderá atingir um público mais amplo graças à parceria com o SESC, sindicato que exibirá filmes gratuitamente em 29 centros culturais de 25 cidades.

“Graças a esta parceria podemos chegar a um público que não está habituado a ter acesso ao cinema francês”, afirma Christian Buder, diretor do festival.

Além da presença de atores e diretores, como nas edições anteriores, este ano uma delegação de produtores e distribuidores participará de encontros profissionais.

“É muito importante organizar este tipo de encontro num momento em que França e Brasil procuram estimular a produção conjunta entre os nossos dois países”, sublinha Emmanuelle Boudier, codiretora do festival, referindo-se ao acordo aí assinado. Um ano pelo Centro Nacional de Cinema Francês (CNC) e seu congênere brasileiro em Ansin.

Clotilde Hesme apresentará o filme Diane tem ombrosdirigido por Fabien Georgeart, que também esteve presente durante o festival.

O ator belga Jeremy Rainier está no Brasil para promover Amante duploo mais recente trabalho de François Ozon, é um thriller emocionante em competição no Festival de Cinema de Cannes 2017.

READ  Ronaldo afirma que clubes mexicanos e MLS vão agregar valor à Libertadores

O diretor franco-marroquino Nabil Ayouch foi convidado a participar ataque Junto com sua esposa, Maryam Touzani, que co-escreveu o filme e desempenha o papel principal.

O festival exibe além de vinte filmes recentes go clássico de Costa-Gavras de 1969.

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *