Filipinas | Duterte ordenou que os policiais prendessem pessoas que usavam máscaras incorretamente

(Manila) O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou que a polícia prendesse aqueles que não usam as máscaras adequadamente, incluindo aqueles que as usam debaixo do nariz, já que seu país está lutando para conter o surto de casos de Coronavírus.


France Media

O chefe de Estado lançou esta nova diretriz após uma reunião de sua equipe de trabalho no COVID-19, de acordo com um videoclipe transmitido por seus serviços na noite de quarta-feira, no qual vemos que todos usam a máscara, exceto ele.

Milhares de pessoas foram punidas por violar as regras decretadas para combater o COVID-19 desde que as restrições foram reforçadas no final de março na capital e nas províncias vizinhas devido à disseminação dos casos.

O Ministro da Justiça e o Chefe da Polícia instaram os policiais a impor multas ou serviços comunitários aos infratores, em vez de prendê-los, depois que um homem morreu por violar um incêndio de encobrimento, ele foi forçado a executar cem turnos pela polícia. polícia.

Mas Duterte disse que a polícia deve ser rigorosa com as pessoas que usam máscaras incorretamente, incluindo aquelas que as usam embaixo do nariz.

O presidente disse: “Minhas ordens à polícia são para prender as pessoas que não usam suas máscaras adequadamente e investigar por que o fizeram”.

“Isso não é para mim e não é para nós. É do interesse do país não infectar ninguém e não pegar uma infecção.”

No ano passado, o chefe de Estado, conhecido por suas declarações escandalosas, e às vezes por seus insultos, afirmou que as forças de segurança deveriam atirar em qualquer um que cause “caos” nas áreas de confinamento, o que gerou fortes críticas por parte de organizações de direitos humanos. .

READ  Americanos lançam uma bomba por um drone sobre a embaixada do Iraque

O porta-voz presidencial Harry Rock confirmou que a polícia havia recebido ordens para fazer prisões, dizendo que uma custódia policial de 12 horas era possível.

A Karapatan Human Rights Association denunciou a orientação “não científica e ineficaz”, bem como o “uso desproporcional da força”.

“A superlotação dos centros de detenção em condições desumanas já é um risco para a saúde dos detidos, e prender centenas de outros e colocá-los em instalações onde as distâncias físicas não podem ser alcançadas só levará à rápida disseminação de doenças infecciosas como o COVID-19 ,” ela disse. A situação atual.

As Filipinas têm um total de mais de 1 milhão de casos.

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *