Fotos raras de uma fêmea de leopardo de Amur e seus filhotes

O tigre Amur e seus três filhotes, a espécie de gato mais rara do mundo, passaram pelas lentes de uma armadilha fotográfica no Extremo Oriente russo: uma foto de família excepcional que recompensa os esforços para salvar esses gatos ameaçados.

Os quatro tigres, batizados com o nome do rio que corre entre a Rússia e a China, foram fotografados em um parque nacional. Essas fotos foram publicadas na sexta-feira.

Vemos animais pintados em um penhasco com vista para a floresta. A mãe, à espreita, pode ter avistado outro animal, saindo do pneu.

Observando seus filhotes, eles são fotografados por cerca de um minuto.

Segundo Ivan Rakov, porta-voz do parque “Terra dos Leopardos”, localizado na região russa de Primorye, esta é a primeira vez que esta fêmea é fotografada com seus filhotes.

“Descobrimos que ela era capaz de constituir família”, comemora Rakov, à AFP, destacando que esta é a “primeira ninhada” desta fêmea, cuja idade é estimada em quatro anos.

Rakov diz que cultivar um lixo tão grande na taiga não é fácil: requer “muito espaço e muita comida”.

Os tigres de Amur, famosos por suas habilidades de escalada, são os grandes felinos mais raros do mundo e estão em perigo de extinção, de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza.

Nos últimos anos, as medidas tomadas pelas autoridades russas e chinesas contra o desmatamento e a caça ilegal permitiram um aumento significativo de seus números.

Sua população é atualmente estimada em mais de 100 indivíduos na Rússia, contra cerca de 35 20 anos atrás. Para Ivan Rakov, esse tigre, também conhecido como tigre Amur, “voltou dos mortos”.

READ  Uigur: Ottawa anuncia sanções contra a China

“É um grande sucesso”, disse Alexeï Kostyria, responsável pelas espécies raras da filial russa do Fundo Mundial para a Natureza (WWF) na região.

Segundo Costeria, a criação de áreas protegidas e o esforço conjunto com a China salvaram as espécies da pesca predatória, que agora “praticamente” desapareceu.

O especialista constata que também aumentaram os rebanhos de renas, iguaria dos gatos, nessa vasta área que também abriga linces e tigres.

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *