Importações de fertilizantes do Brasil saltam à medida que agricultores se preparam para plantar nova safra

Os dados sugerem que o Brasil, que importa cerca de 85% de suas necessidades de fertilizantes, deve ter esses insumos suficientes para começar a plantar culturas de verão como soja e milho primeiro a partir de setembro.

Após sanções contra os principais produtores Bielorrússia e Rússia, especula-se que os agricultores brasileiros podem enfrentar uma escassez de nutrientes para alimentar as principais culturas, levando a aplicações reduzidas e produção mais lenta. a expansão das superfícies de giz.

Fortes fluxos comerciais ressaltam os esforços diplomáticos brasileiros para garantir entregas depois que a Rússia invadiu a Ucrânia.

O ministro da Agricultura, Marcos Montes, disse em evento recente que a ação do presidente Jair Bolsonaro foi decisiva na questão do abastecimento de fertilizantes, acrescentando: “Não prevemos interrupções no abastecimento desta safra, que tanto temíamos”.

“Com importações de 4,15 milhões de toneladas em junho e uma redução esperada no uso de fertilizantes para a próxima safra de soja, os agricultores estão seguros”, disse à Reuters Jeferson Souza, analista da Agrinvest Commodities.

Segundo dados compilados por Souza, este é o maior volume de importação para o mês de junho dos últimos cinco anos, e também marca o segundo mês consecutivo deste ano em que as importações ultrapassaram 4 milhões de toneladas.

READ  O Ibovespa Futuro tem leve alta acompanhando o exterior, apesar da tensão com o coronavírus e das conversas sobre Trump; dólar recua

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *