L1: OM dispara o sprint sem Payet

Após a derrota em Marselha no domingo, que foi enfraquecida pela eliminação na Liga dos Campeões e devido à dinâmica das vitórias dos rivais Mônaco e Rennes, o Marselha deve retornar no domingo (17h05) em Lorient sem o craque e melhor jogador Dimitri Payet , cuja temporada terminou após uma lesão na panturrilha na perna.

Na quinta-feira contra o Feyenoord Rotterdam na Conferência da Liga Europeia, Payet, com meia hora de jogo, se machucou e enviou um passe longo para a frente. Com o apoio do médico do OM, Jean-Baptiste Grisoli, ele deixou o campo mancando pesadamente, com o rosto fechado e triste.

Sem ele, sem o seu rigor técnico, a sua actuação na área adversária e a sua precisão nas bolas paradas, o OM era completamente inofensivo e não podia apurar-se para a final dos seus sonhos (3-2, 0-0).

Então, no sábado, OM e o jogador finalmente chegaram e confirmaram o que era esperado e temido, dadas as imagens dele deixando o campo: sua temporada acabou.

“O tratamento já começou, mas uma recuperação completa não ocorrerá até o final do torneio”, escreveu o OM em comunicado.

“A decepção é grande, a dor é forte, mas estou bem cercado e todas as suas mensagens de apoio me dão forças para olhar para frente, então a próxima temporada começa amanhã para mim”, escreveu o jogador em sua conta no Instagram. .

– Ainda incerto –

Ele acrescentou: “O mais difícil para mim hoje é não poder ajudar meus companheiros nesta fase final. É claro que estarei atrás deles e de toda a equipe nas últimas três partidas que sabemos serem importantes para alcançar o conjunto de metas.” .

Agora, com o Mônaco ultrapassando e terceiro na classificação, o OM deve ser reiniciado no domingo em Lorient, onde o clube provençal vai querer vencer para preservar a melhor chance de uma classificação direta para a Liga dos Campeões. Mas sem Payet, teríamos que encontrar a fórmula certa.

READ  Neymar leva a sério 'Ele joga pôquer à noite enquanto assiste suas séries brasileiras no jogo'

“Sem ele, não somos os mesmos”, admitiu William Saliba na sexta-feira. “Podemos vencer partidas sem ele, mas ele é claramente o melhor jogador do time. Ele é nosso craque, nosso líder técnico”.

Um problema adicional para a equipe do OM, o técnico do OM, Jorge Sampaoli, anunciou na sexta-feira que Amine Harit, o substituto natural de Payet, estava “lesionado no pé direito” e, portanto, incerto para a partida do Lorient.

Assim, o argentino terá que encontrar soluções, talvez passando pela reorientação de Gerson, que muitas vezes foi decisivo nas últimas semanas e que parecia um pouco fora do reino da verdade na quinta-feira, posicionado na ala esquerda.

– estrutura modificada –

Um grande investimento na janela de transferências de verão, o brasileiro encontrou o combustível certo após um começo difícil e parece ter o talento e a personalidade para colocar a equipe em seus ombros.

Todos apocalípticos contra o Feyenoord, os atacantes Milek, Deng e Bakambu terão que encontrar um mínimo de título e nitidez, como o ala Ander, que passa um passe difícil. O misterioso Luis Henrique também poderia ser revivido, mas Sampaoli não escondeu que a ausência de Payet era um grande problema para ele.

Ele explicou: “Substituir Dimitri é quase impossível. Nenhum outro jogador da equipa tem as suas características, esta capacidade de gerir o ritmo e os espaços, através da precisão dos seus passes”.

“Vimos o melhor OM quando havia o melhor Payet. Ele é o nosso líder técnico, aquele que orientou os outros para a nossa ideia de jogar. Temos que encontrar outras soluções, outros perfis, outros sistemas. Porque sem ele, o todo a estrutura do jogo é alterada”, disse o técnico argentino.

Sua observação não é muito tranquilizadora, especialmente porque OM não venceu um jogo nesta temporada na ausência combinada de Payette e Harriet. Com apenas duas semanas e três jogos restantes, Sampaoli não pode estar errado.

READ  Haverá heróis de Tóquio

You May Also Like

About the Author: Winona Wheatly

"Analista. Criador. Fanático por zumbis. Viciado em viagens ávido. Especialista em cultura pop. Fã de álcool."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *