Marcelo Oliveira é demitido da Ponte Preta; Gustavo Bueno também deixa o cargo | ponte negra

O Treinador assumiu o comando do G-4, na 3ª colocação, e agora sai da Ponte na 9ª posição da tabela da Série B, com 40 pontos em 28 jogos. Metade dessas partidas foi sob seu comando, com quatro vitórias, quatro empates e seis derrotas – 16 pontos somados a 42 disputados, uma melhora de 38,1%.

A visita de Marcelo à ponte durou 69 dias. Anunciado em 3 de outubro, o treinador de 65 anos estava afastado por cerca de dois anos.

Ele havia chegado a Majestoso por influência do preparador físico Juvenilson Souza – os dois fizeram uma parceria de sucesso no Cruzeiro, onde conquistaram duas vezes o Campeonato Brasileiro, em 2013 e 2014, além do Campeonato Mineiro de 2014.

O contrato de Marcelo estendeu-se até o final da Série B. A decisão de rescisão foi anunciada pelo clube momentos após a partida e foi seguida de declaração do presidente da Ponte, Sebastião Arcanjo, de Tiãozinho.

– Infelizmente as coisas não saíram como planejado, sou testemunha do trabalho, do esforço do professor Marcelo, da equipe dele, mas os resultados não vieram. E como acreditamos que a Ponte Preta ainda está na disputa, que o campeonato está aberto, achamos que é preciso mudá-lo. Nesse sentido, comunicamos ao professor Marcelo que é uma decisão da nossa diretoria fazer a substituição – afirmou.

Marcelo Oliveira, ex-técnico da Ponte Preta – Foto: Álvaro Jr / PontePress

A Ponte, que volta a campo na próxima segunda-feira, quando abre a próxima rodada em visita ao Operário-PR, às 20h, no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR), Será comandado interinamente pelo coordenador técnico da Macaca, Fábio Moreno.

Moreno, inclusive, já desempenhou a função de treinador interino este ano após a demissão de João Brigatti. Na ocasião, liderou a equipe em duas partidas – na derrota por 3 a 1 para o Juventude e na vitória por 2 a 0 sobre o Guarani no clássico 197.

– E o Fábio Moreno, que é o nosso coordenador técnico, que é um projeto da Ponte Preta, que espero que se concretize, vai assumir as condições de comando da nossa equipe nas próximas partidas. Queremos desejar ao Fabinho muito sucesso e força. Ele tem talento, ele tem habilidade – disse Sebastião Arcanjo.

Fabinho Moreno fará a ponte provisória – Foto: Álvaro Jr.

Filho de Dicá, o maior ídolo da Ponte Preta, Gustavo Bueno havia retornado ao Majestoso em abril de 2019 – antes disso, Bueno havia trabalhado no clube entre 2014 e 2018.

Nessa primeira passagem em que conquistou acesso (2014) e participou das melhores campanhas da Ponte na elite (em 2015 e 2016). Mais tarde, porém, esteve presente no rebaixamento (em 2017).

Na época do retorno, a decisão foi motivada pela avaliação da primeira passagem de Gustavo como treinador de bridge e também pela identificação com o clube. Na ocasião, recebeu carta branca para organizar o departamento de futebol.

A expectativa era que o executivo liderasse a formação de um time capaz de retornar à Série A do Campeonato Brasileiro este ano. Agora, segundo o presidente da Ponte, a renúncia partiu do próprio executivo do futebol.

– Sempre digo que as pessoas não saem de casa para cometer o mal, para fazer o mal ou para tentar prejudicar uma instituição. Às vezes, você comete erros ao tentar acertar. E o Gustavo, de forma muito adequada, também se colocou como corresponsável pelo momento que a Ponte Preta está passando e, por isso, entendeu que à medida que o treinador muda, ele também deve colocar à disposição da nossa diretoria a vaga, que a diretoria acabou aceito – explicou ele.

Gustavo Bueno deixa o cargo de executivo de futebol da Ponte – Foto: Carlos Velardi / EPTV

READ  Brasil | Número de mortos por chuva forte sobe para pelo menos 79 mortos e 56 desaparecidos

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *