Marrocos e Brasil: Assinando Acordo de Transferência de Tecnologia para Mobilidade Elétrica

Marrocos e Brasil: Assinando Acordo de Transferência de Tecnologia para Mobilidade Elétrica

Green Energy Park (GEP), uma plataforma de pesquisa e treinamento em energia solar com sede na cidade verde de Ben Guerir, assinou um acordo de transferência de tecnologia com uma rede de pesquisadores brasileiros sobre carregadores de bateria de automóveis.

Segundo nota da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, o acordo de transferência de tecnologia foi firmado entre o INESC P&D Brasil, organização não governamental de ciência e tecnologia, e o GEP, resultado de uma parceria entre o Grupo OCP e o Grupo de Pesquisa Instituto de Energia Solar e Novas Energias (ERISEN).

Vladimiro Miranda, presidente do INESC P&D Brasil, citando DebaixoA assessoria de imprensa da Câmara de Comércio indicou que esta não é a primeira parceria da instituição brasileira com o Marrocos.

Em outro projeto iniciado durante a pandemia, pesquisadores brasileiros, portugueses e marroquinos trabalharam juntos em uma “vita pneuma”, um dispositivo usado em emergências relacionadas ao Covid-19. A cooperação triangular consiste na troca de informações e no desenvolvimento de produtos locais, de acordo com as especificidades de cada país.

Vladimiro Miranda explicou: “Desta vez a parceria é marroquino-brasileira e está relacionada com o setor da mobilidade elétrica. O projeto anterior foi bem sucedido e por isso nos pediram para colaborar em outros projetos”, acrescentando que “o desafio agora é apoiar Marrocos na fabricação de carregadores rápidos para carros elétricos em escala industrial. ”

Salientou que o Marrocos é conhecido pelos seus investimentos nas áreas das energias renováveis, neste caso na área dos veículos eléctricos, referindo que “o Reino é um país que tem uma política energética muito forte”.

“A forma de incentivar o uso de veículos desse tipo é principalmente montando postos de recarga. A ideia é que com uma estrutura distribuída pelo país e pronta para carregar carros, marcas e consumidores se sintam mais seguros investindo em veículos elétricos”, afirmou. ele detalhou.

READ  The New Zealand Central Bank says the data system is compromised, and potentially sensitive information may be accessed

No Brasil, os esforços em torno do projeto estarão concentrados em uma equipe do Instituto de Eletrônica de Potência (INEP) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC, Sul), parceiro do INESC Brasil. “Com a experiência que esse grupo já acumulou, podemos fornecer o conhecimento necessário para o desenvolvimento industrial”, disse Miranda.

A colaboração está prevista para durar nove meses e o objetivo é desenvolver carregadores que possam ser usados ​​em diferentes veículos.

Os contatos entre marroquinos e brasileiros serão principalmente remotos, mas espera-se que, uma vez suspensas as restrições relacionadas à pandemia COVID-19, seja possível realizar intercâmbios presenciais.

Segundo a mesma fonte, o protótipo será desenvolvido no Brasil, e um “gêmeo” será criado no Marrocos, onde o equipamento está sendo desenvolvido no Brasil.

Além da assinatura desse convênio, por videoconferência, foi firmado outro convênio relacionado a um projeto conjunto de pesquisa e desenvolvimento, que contemplará um plano mais amplo de cooperação entre Brasil e Marrocos.

O INESC P&D Brasil é uma associação privada sem fins lucrativos que, em conjunto com universidades públicas brasileiras e o Instituto de Engenharia de Sistemas, Tecnologia e Informática de Portugal (INESC TEC), tem como objetivo coordenar uma rede de cooperação em investigação, desenvolvimento e transferência de tecnologia no Brasil.

O INESC P&D Brasil possui um modelo de inovação semelhante ao utilizado na Europa, em particular pelo INESC TEC, mas em linha com a realidade brasileira.

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *