Ministros das finanças concordam com imposto corporativo global

Ministros das finanças concordam com imposto corporativo global

Publicados

Atualizar

Duração do vídeo: 3 min.

França 2
Artigo por

Em Lirouges, Civedel, Sylvain, Courtois e et Frumentin – França 2

TVs francesas

O grupo financeiro G7, que inclui ministros dos sete países mais ricos, reuniu-se no sábado, 5 de junho, em Londres (Reino Unido), pela primeira vez desde o início da pandemia. Um acordo global sobre tributação das empresas está em cima da mesa.

Em Londres (Reino Unido), os ministros das finanças do G7 se reuniram no sábado, 5 de junho, para discutir um acordo global histórico sobre tributação corporativa. Ao contrário de Donald Trump, que sabotou as negociações fiscais globais há três anos, ‘Joe Biden é totalmente pró-ativo’O jornalista Valéry Lerouge explica, 13 horas de transmissão ao vivo na França 2. A crise da saúde tem custado muito a todos os países do mundo, e esse contexto torna o combate à sonegação ou ao dumping tributário mais adequado.

Os sete ministros concordaram com o princípio de uma alíquota mínima de imposto corporativo e um imposto destinado aos gigantes digitais, O repórter acrescenta. O imposto corporativo mínimo deve ser de 15%, Quer sejam residentes dos Estados Unidos, Na Índia ou no Brasil, por exemplo, o que pode limitar a competição tributária entre os países. O gigante da internet, GAFA, é especialmente acusado de jogar entre os preços de vários países para pagar o mínimo de impostos possível.

READ  Energia eólica: Vestas, o dinamarquês que quer manter a Europa ao vento

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *