No Brasil, Jair Bolsonaro, os neonazistas estão cada vez mais visíveis e desimpedidos

No Brasil, Jair Bolsonaro, os neonazistas estão cada vez mais visíveis e desimpedidos

Uma carta do Rio de Janeiro

Superficialmente, tudo parece normal. Nos vídeos postados na internet, o jovem estudante tem 24 anos. Existem balões e doces coloridos. A família é feliz e canta no coração ” feliz Aniversário “. Mas um detalhe chama a atenção. Na mesa festiva está um grande bolo de creme. No centro, o chef pasteleiro desenhou uma figura famosa que se imagina importante nos dias de hoje. Este é Adolf Hitler.

terceiro líderNS O Reich é representado ali por um uniforme marrom e uma braçadeira decorada com uma suástica. A foto chocante, aparentemente publicada no final de setembro na cidade de Pelotas, no sul do Brasil, rapidamente se tornou viral, desencadeando ondas de choque e raiva online em todo o país. Confirmado ou não, o incidente está longe de ser isolado. Nos últimos anos, o número de escândalos envolvendo neonazistas proliferou.

E a lista continua: em dezembro de 2019, um homem foi fotografado em Unai (Minas Gerais), com o braço envolto por uma suástica. Em maio, em Florianópolis (Santa Catarina), outra pessoa foi vista agitando a bandeira nazista na janela de seu prédio, aos olhos de seus vizinhos. Dois meses depois, em julho, um gay de 48 anos foi agredido por agressores em Belo Horizonte (Minas Gerais). Eles o deixaram inconsciente, com uma suástica desenhada na testa.

Cerca de 530 “células neonazistas”

Vários casos recentes envolveram a política do Estado de Santa Catarina, a instituição histórica dos nazistas brasileiros. Em 2020, o Partido Liberal (PL, à direita) causou escândalo ao investir como candidato a prefeito na pequena cidade de Pomerode como professor de história, um notório nazista, conhecido na região por pintar uma suástica para decorar o cenário de sua natação piscina. .

READ  E se OL cortar a grama sob os pés do Marselha em favor de Gerson?

No mesmo período, a governadora provisória do mesmo estado, a recém-investida Daniela Renherr, foi chamada para explicar as atividades de seu pai, Altair, um dos negadores mais famosos do país. ” Como filha, devo manter a harmonia em minha família. ”, então expulsa o político que, sob pressão, vai acabar se manifestando “Oposição ao nazismo”.

Esses escândalos são apenas a ponta do iceberg. Segundo a pesquisadora Adriana Dias, especialista no assunto, o número de “Células neo-nazistas” Saltou de 75 para 530 no Brasil entre 2015 e 2021. Ao todo, estima-se que cerca de 500.000 brasileiros sejam consumidores de produtos relacionados ao III.NS Reich (edições minha lutabustos de Hitler, distintivos, bandeiras …).

Você tem 64,01% deste artigo para ler. O resto é apenas para assinantes.

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *