No Brasil, rapper Imceda denunciou racismo e elogiou a força das reuniões

Comprometido e carismático, o rapper brasileiro Imceda se tornou uma celebridade no Brasil, misturando ritmos e trabalhando incansavelmente para destacar a diversidade de um país com desigualdades marcantes.

“O que distingue a sociedade brasileira são os encontros, apesar de todas as tragédias e de toda barbárie”.O negro de 35 anos, que cresceu em um bairro pobre de São Paulo, disse à AFP.

Leandro Roque de Oliveira nasceu, e seu nome artístico é um compêndio das canções “MC” (rapper) e “Murder”. Com corte afro, gola de barba e óculos redondos emoldurados, está sempre sorrindo, mas luta até a ponta das unhas.

Rapper, escritor e colunista

Imceda, uma artista multifacetada, colunista e colunista de TV, ela até abriu uma marca de moda com o irmão. Seu mundo é apresentado no documentário AmarElo, ontem e agora, Foi lançado recentemente na Netflix. O denominador comum do filme é um show do rapper na Ópera Municipal de São Paulo, tradicionalmente dedicado às elites, com muitos convidados das favelas, em novembro de 2019.

“Os mais belos símbolos do Brasil vêm dos confrontos: o samba, a nossa gastronomia, toda a nossa arte. Eu uso a força (…)

Leia mais no site da Franceinfo

Leia também

READ  No Brasil, reality shows são muito populares entre o Big Brother

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *