No Brasil, um boom misterioso está recuando em uma reserva natural

No Brasil, um boom misterioso está recuando em uma reserva natural

Olhos fechados, corpos cobertos por uma camada de lama cinza, dezenas de turistas em trajes de banho batendo os pés ao som de um tambor, em meio à vegetação suntuosa da Chapada dos Veadeiros, a 230 km de Brasília.

“É a energia da Mãe Terra!” exclama Michelle Zimenis, que lidera o “Ritual Xamânico de Cura com Argila”. Sorrindo em seu amplo sobretudo preto e branco, ela canta encantamentos enquanto bate em sua bateria decorada com ornamentos místicos.




Michelle Zimenes, que se apresenta como uma “guia espiritual”, é a proprietária do Templo da Centelha Divina, localizado em meio à natureza próximo a uma pequena cidade cujo nome também é um grande programa: Alto Paraíso.

Seus retiros espirituais estão lotados desde o fim da pandemia do COVID-19, que já matou mais de 670.000 pessoas no Brasil.

Antes disso, ela organizava uma a cada dois meses. Agora, retiros semestrais são realizados em seu centro, onde os visitantes também são tratados com ioga, meditação e danças rituais noturnas ao redor de uma fogueira.

Ela explica: “As pessoas estão procurando uma conexão com o divino depois de passar por tempos difíceis. É uma busca pela felicidade interior”.

Para isso, não há nada como a Chapada dos Veadeiros, uma reserva natural de 240.000 hectares localizada em um planalto a 1.200 metros acima do nível do mar, no estado brasileiro de Goiás (centro).

O verde esmeralda do cerrado brasileiro é bloqueado por uma rocha de fenda que revela piscinas naturais de águas cristalinas e lindas cachoeiras.

“A energia desse lugar é diferente. O ambiente é muito especial, podemos trabalhar nossa relação com o mundo espiritual”, diz Juliana Abdullah, 34 anos, participante do resort.

READ  Carrefour desacelera no terceiro trimestre, a inflação não terá muito impacto em 2021, noticiários da empresa

– aura misteriosa –

Área protegida reconhecida pela UNESCO, com milhares de espécies animais e vegetais ameaçadas de extinção, a Chapada dos Veadeiros também possui uma aura misteriosa que fascina os amantes do esoterismo.

A virada veio na década de 1980, quando uma foto tirada pela NASA levou alguns a acreditar que o subsolo da região consistia em uma enorme placa de cristais de quartzo que liberaria energias positivas.

Uma crença que já foi demolida pelos estudiosos, mas ainda está viva no imaginário coletivo.

Também localizada na latitude 14, assim como as ruínas de Machu Picchu, no Peru, a Chapada é um sítio arqueológico que também possui uma enorme aura espiritual.

Alguns moradores de Alto Paraíso afirmam ter visto extraterrestres, e os negócios da cidade jogam com essa reputação decorando suas janelas com desenhos de homenzinhos verdes.

Em outro centro espiritual, o Paraíso dos Pandavas, nome inspirado em personagens do épico da mitologia hindu, Carol Syani ensina aos visitantes a técnica da meditação consciente.

Dos exercícios: chupe uma barra de chocolate amargo por sete minutos e mantenha o foco completo para combater a sensação de ansiedade.

“A questão não é só provar o chocolate. Tem que provar a vida”, explica.

Durante a pandemia, “muita gente ficou em casa e percebeu que estava preocupada. Na verdade, estava mesmo, mas não estava ciente disso”.

Carla Moreno, funcionária pública de 40 anos que mora em Goiânia, a 400 quilômetros de Alto Paraíso, decidiu fazer um retiro espiritual com o marido após perder o pai durante a epidemia.

“É um momento de reflexão, de olhar para dentro de mim e me conhecer melhor”, diz.

READ  IndyCar e Shell em combustíveis 100% renováveis ​​a partir de 2023

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *