“Nosso alvo é a Costa do Marfim, Benin e Madagascar.” – Jeune Afrique

“Nosso alvo é a Costa do Marfim, Benin e Madagascar.” - Jeune Afrique

O Vice-Diretor Geral de Coordenação do Campus do Instituto Católico de Artes e Ofícios (ICAM) na África analisa uma instituição de 20 anos nos Camarões e no Congo e apresenta os eixos da estratégia da escola para os próximos cinco anos.


Há mais de 20 anos, o Instituto Católico de Artes e Ofícios, em parceria com entidades jesuítas, vem se transformando em internacionalização nos países em desenvolvimento, especialmente na África, onde um grande número de engenheiros carece de pessoal em relação ao esperado desenvolvimento industrial. O instituto possui um campus em Douala, nos Camarões, outro em Pointe Noire, no Congo e, desde 2019, em Kinshasa, na República Democrática do Congo. A escola que abriu um escritório de representação em N’Djamena no Chade também foi recentemente localizada no Brasil e na Índia.

O Icam é credenciado desde 2019 pela Comissão Francesa de Qualificações em Engenharia. O ensino no Icam é baseado em um currículo de educação humanitária que visa estabelecer em breve um novo campus na África, particularmente na Costa do Marfim, QuêniaBenin, Zimbábue e Madagascar. Escola Já treinou mais de 700 engenheiros e 300 técnicos em estreita parceria com empresas locais e aprimorou muito o intercâmbio, a interconexão e a multiculturalidade do campus.

READ  Brasil rumo a novo recorde de safra de grãos

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *