notícias da América Latina

A América Latina, que não é muito comentada no Norte, está em constante turbulência e é isso que a torna tão interessante. É como se, diante da perda de influência na Europa e na Ásia da maior potência mundial – militar e econômica – em favor da China, da Rússia e de algumas outras economias em rápido desenvolvimento, como a Índia, os Estados Unidos tivessem decidido voltar a seu próprio quintal, a América Latina, na tentativa de retomar o controle da área. Especialmente desde a dissolução do Grupo Lima (um think tank de extrema direita) e o descrédito da Organização dos Estados Americanos (OEA), uma organização norte-americana paga que está morrendo desde o novo ímpeto introduzido pelo presidente mexicano Andres Lopez Obrador da CELAC.

Isso é mostrado nos ataques contínuos e cada vez mais disfarçados a Cuba, Venezuela e Nicarágua, três países que ainda representam o “eixo do mal” do presidente dos EUA, Joe Biden, que não mudou um pingo da política agressiva de seu antecessor Trump em relação a este continente. . .

Na Bolívia, no coração da América Latina, onde a esquerda recuperou o poder após uma vitória eleitoral indiscutível, a oposição de direita está aumentando suas manobras – manifestações, fechamento de ruas, greves de comerciantes, campanhas de difamação na mídia etc. – Para desestabilizar o governo de Louis Ars. Este país tem uma das maiores reservas de lítio do mundo, destinada a substituir o ouro negro, e entendemos que as corporações multinacionais estão dispostas a tudo para recuperar essa riqueza que agora é propriedade do povo.

Nicarágua e Venezuela em breve irão às urnas, mas os Estados Unidos estão fazendo de tudo para desacreditar e torpedear os processos eleitorais. Um embaixador venezuelano, que participava das discussões entre a oposição e o governo nas próximas eleições, foi preso quando o avião em que viajava pousou em Cabo Verde, na África, para abastecimento. Ele acaba de ser extraditado para os Estados Unidos, onde é acusado de violar as sanções e o bloqueio de seu país, a Venezuela. É como ser acusado de ajudar um membro da família a respirar.

READ  Sombra de um estranho na eleição presidencial de 2022

No Peru, onde a esquerda esteve no poder por pouco tempo com uma pequena maioria, a partida não foi vencida porque a oposição de direita, que controla a Assembleia Nacional, paralisa o governo de Pedro Castillo e o impede de se formar. seu gabinete. Ao ter que dar terra e colocar água em seu vinho, podemos temer que Castillo, esse simpático ex-professor que ainda usa um grande sombrero, seja

Incapaz de implementar seu programa político progressista, o que dificultou a vida das multinacionais estrangeiras.

No Chile, a situação ainda é muito tensa antes das eleições presidenciais de 21 de novembro. De acordo com pesquisas recentes, 68% da população desaprova o governo do presidente Sebastián Piñera, que corre o risco de ser processado por seu envolvimento no escândalo Pandora Papers. A verdadeira “Primavera do Maple”, que começou em outubro de 2019 (primavera em outubro no Hemisfério Sul), tirou o país de seu sono e restaurou a dignidade da população, há tanto tempo ridicularizada. As pesquisas de opinião preveem uma vitória da esquerda, que fará do cone sul – Chile – Argentina – uma região progressista, com uma pequena exceção, o Uruguai.

No Equador, o presidente de direita Guillermo Lasso, que venceu a eleição após uma votação devido à divisão das forças de esquerda, provavelmente será julgado depois que seu nome foi publicado nos jornais de Pandora. De acordo com suas revelações, Lasso possui quatorze empresas offshore e, portanto, é culpado de evasão fiscal. Vergonha neste país onde a pobreza é extrema.

No momento, dois grandes redutos da direita são intocáveis: Colômbia e Brasil. Se o primeiro dá pouca esperança de vitória para a esquerda, o Brasil, por outro lado, corre o risco de voltar ao campo progressista nas eleições de novembro de 2022. O ex-presidente Lula e seu Partido Trabalhista ainda lideram as pesquisas de opinião. A esquerda no poder no Brasil vai derrubar o tabuleiro de xadrez das atuais potências e forçar o império americano a recuar para suas terras e reconhecer que o futuro pertence às forças progressistas.

READ  Um incêndio destruiu 2.000 cópias de filmes na Cinémathèque

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *