O aquecimento do Ártico causa ondas de frio nos Estados Unidos

Este episódio de mau tempo também causou danos recordes estimados em US $ 200 milhões.

Embora já tenha sido provado que o aquecimento global causa ondas de calor massivas, a questão de seu efeito sobre essas ondas de frio continua a ser objeto de intenso debate científico.

Pela primeira vez, um grande estudo foi publicado quinta-feira na revista Ciência Ele conseguiu mostrar a ligação entre as mudanças provocadas pelo aquecimento global no Ártico e as crises de frio invernal no Hemisfério Norte, nos Estados Unidos, mas também na Ásia.

Parece ilógico e inesperado que esse aparente aquecimento do Ártico esteja causando resfriamento em outras regiões.Matthew Barlow, um dos autores do estudo, admite à AFP.

No entanto, apesar dessa discrepância, os pesquisadores são conclusivos.

Fiquei um pouco surpreso que os resultados fossem tão claros, que pudemos fazer um contato tão direto, professor de ciências climáticas da Universidade de Massachusetts Lowell.

Duas aparições no trabalho

O Pólo Norte é a região de aquecimento mais rápido do planeta.

Mas dois fenômenos já estão em ação: de um lado, o rápido derretimento do gelo marinho e, de outro, o aumento da cobertura de neve na Sibéria, em particular.

O derretimento da neve causa um forte aquecimento, pois o oceano absorve mais calor, enquanto a neve adicional na Sibéria, refletindo mais luz solar, faz com que resfrie ligeiramente.

Em uma complexa reação em cadeia indireta, esses dois desenvolvimentos combinados levam a uma perturbação na circulação atmosférica.

Os pesquisadores se concentraram em seu efeito no vórtice polar. São ventos muito fortes que sopram perto do pólo no inverno, estão localizados em altitudes muito elevadas, na estratosfera (a atmosfera consiste na troposfera, em que vivemos, e depois na estratosfera diretamente acima dela).

READ  Um prédio desabou na flórida | O número de mortos chegou a 28, e há pouca chance de encontrar sobreviventes

Normalmente, o vórtice polar forma um círculo capaz de conter ar frio.

Mas sob a influência das mudanças climáticas no Ártico, ele se enfraquece e se torna elípticoMatthew Barlow explicou.

Mais importante, a turbulência atmosférica está surgindo do solo. passo para trás Então, quando eles alcançam o vórtice polar, eles são direcionados para a superfície.

Esta modificação está no movimento das depressões empurra o jato (Jato em inglês) para o sulO pesquisador explica. A corrente de jato é uma corrente de ar que sopra de oeste para leste.

E quando você empurra a corrente de jato para o sul, traz ar frio com ela.

O ponto forte deste estudo é que ele combina duas abordagens. Primeiro, uma análise das observações diretas feitas nos últimos quarenta anos.

Os pesquisadores escolheram os períodos em que o vórtice polar foi esticado em uma elipse: assim, eles notaram que antes de cada um desses episódios, as temperaturas mudavam mais claramente no Ártico, por exemplo, devido à queda de neve. E nas semanas seguintes, foi muito mais frio na América do Norte.

Em seguida, eles usaram um modelo climático para verificar a relação de causa e efeito variando vários parâmetros.

É melhor antecipar resfriados

Essa descoberta pode ter várias implicações.

Em primeiro lugar, a identificação desse mecanismo pode permitir uma melhor antecipação das ondas de frio extremo, Talvez algumas semanas atrásMatthew Barlow espera.

Este trabalho também mostra que é necessário se preparar melhor para a possibilidade de ondas muito frias, mesmo que o globo esteja geralmente aquecendo.

Em segundo lugar, os pesquisadores esperam que este aviso ajude os residentes a perceber o impacto global da crise climática e, portanto, a necessidade de combatê-la reduzindo as emissões de gases de efeito estufa.

READ  Filipinas | Duterte ordenou que os policiais prendessem pessoas que usavam máscaras incorretamente

A mudança climática do Ártico não é apenas algo que os ursos polares lamentamMatthew Barlow, Martell. Isso pode realmente afetar você.

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *