O Brasil criou uma empresa estatal para controlar alguns ativos da Eletrobras

Rumo a nova alta das principais taxas de juros
O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, assinou um decreto criando uma empresa estatal para assumir o controle dos ativos da Eletrobras que não podem ser vendidos como parte da privatização da empresa de eletricidade, disse o governo.

Pelo decreto, a Usina Hidrelétrica de Itaipu e a Usina Nuclear de Angra dos Reis estão entre os ativos da nova empresa chamada ENBpar.

O ministro da Economia do Brasil afirmou em comunicado nesta segunda-feira que a nova empresa terá um orçamento de 4 bilhões de reais (US $ 765,5 milhões).

Esperava-se a criação de uma estatal após sua inclusão no projeto de lei que autorizava a privatização da Eletrobras.

A Eletrobras disse em um depósito de valores mobiliários na segunda-feira que a forma de separar os ativos ainda está sendo avaliada pelo Banco estatal de Desenvolvimento do Brasil e deve ser aprovada em uma assembleia de acionistas da Eletrobras.

O governo planeja concluir o processo de privatização da Eletrobras no início de 2022, com a meta de arrecadar cerca de 100 bilhões de reais (US $ 19,1 bilhões).

($ 1 = 5,2454 riais) (Reportagem de Gabriel Araujo; Reportagem adicional de Roberto Samora; Edição de David Goodman e Mark Potter)

READ  Bancos centrais em desordem diante dos desafios climáticos

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *