O brasileiro bate recorde de andar na corda bamba de balão

O homem agora aclamado como um temerário estabeleceu um novo recorde mundial ao caminhar com sucesso entre duas áreas de ar quente a mais de uma milha acima do solo. O Daily Mail noticiou que Rafael Zugno Pride, 34, equilibrava seu corpo precariamente em uma linha estreita e esticada de uma polegada de largura entre as nuvens sobre Praia Grande, em seu Brasil natal.

Ele andou descalço na corda bamba a 6.131 pés no ar. Após realizar o feito, ele quebrou o recorde de maior caminhada na corda bamba por mais de duas vezes a altura do Burj Khalifa, que atinge o pico a 2.722 pés.

Brady se descreveu como uma “pessoa difícil”. Ele disse que queria andar descalço entre duas áreas de ar quente acima do solo porque queria “experimentar a sensação de flutuabilidade e liberdade”. Ele estava bem ciente de que mesmo um simples erro poderia levar ao desastre. Ele disse que ficou tão focado enquanto andava na corda bamba que não tinha ideia do que estava acontecendo em sua cabeça.

“Adoro recordes difíceis de bater. Meu foco é garantir que todos os procedimentos sejam seguidos detalhadamente. Isso exigiu muitos anos de dedicação ao esporte e principalmente à segurança. Sempre tenho o melhor equipamento, a melhor equipe e o conhecimento mais recente ”, disse Brady.

Na dúvida, Brady convoca sua equipe para fazer tudo funcionar de forma incrivelmente tranquila. Ele disse que seus amigos ficaram nervosos quando ele decidiu andar na corda bamba acima do solo pela primeira vez. Mas agora eles estão muito orgulhosos de sua conquista.

Brady é atleta profissional e a corda bamba fazia parte do seu dia a dia.

Leia todas as últimas notícias, notícias de última hora e notícias sobre o Coronavirus aqui.

READ  Bolsonaro anuncia 5-0 para o Brasil contra a Argentina

You May Also Like

About the Author: Winona Wheatly

"Analista. Criador. Fanático por zumbis. Viciado em viagens ávido. Especialista em cultura pop. Fã de álcool."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *