Onde está Neymar entre os maiores artilheiros da história das seleções?

Neymar entrou um pouco mais na lenda do Brasil, marcando três gols no Peru na noite passada nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 (2 a 4). O atacante do Paris Saint-Germain agora alcançou 64 marcos com a Seleção. Um total que o coloca entre os maiores artilheiros da história do futebol.

Nos deuses dos melhores gatilhos. Neymar Ele escreveu uma página importante de sua história ontem à noite em Lima. Com um hat-trick contra o PeruNas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 (2 a 4), o craque brasileiro elevou seu total de gols para 64 gols pela seleção nacional. O que ultrapassou Ronaldo em lenda (62). E chegou um pouco mais perto do recorde de Pelé (77). Bar lendário que o artista de 28 anos, que tem 103 escolhas, definitivamente irá diminuir nos próximos anos. Enquanto isso, o nº10 do PSG já é um dos maiores times da história.

Em comparação, Thierry Henry, o artilheiro do blues, encerrou sua carreira internacional com 51 gols em 123 partidas internacionais. Neymar já tem outros 13. Ele não está longe de Lionel Messi, que marcou 71 gols em 140 partidas pela Argentina e Miroslav Klose, que tem o mesmo número em 137 jogos pela Alemanha. Por outro lado, Cristiano Ronaldo (sete anos mais velho que Neymar) ampliou a lacuna ao marcar 101 gols em 164 partidas internacionais.

Melhor do que Rooney, Villa ou Suarez

Mas Nye já está se saindo melhor do que os artilheiros da história da Espanha (David Villa, 59 gols em 98 partidas), Holanda (Robin van Persie, 50 gols em 83 partidas) e Uruguai (Luis Suarez, 62 gols). Gols em 115 partidas internacionais), Inglaterra (Wayne 53 gols em 120 jogos), Bélgica (Romelu Lukaku, 50 gols em 83 jogos), Ucrânia (Andrei Shevchenko, 48 gols em 111 partidas) ou Itália (Luigi Reva, 35 gols em 42 ) Jogo internacional). Nos anos 1960-70).

READ  Direitos da TV: Free Digital L1 no Brasil, a partir deste final de semana

É preciso voltar mais de meio século para encontrar atacantes mais eficientes na frente do gol na seleção nacional, com os húngaros Ferenc Puskas (84 gols em 85 partidas) e Sandor Kuchis (75 gols em 68 partidas internacionais). Nos anos 1940-50. Mas o detentor do recorde neste campo ainda é o iraniano e ex-jogador do Bayern Ali Daei (109 gols em 149 partidas).

Classificação dos artilheiros de escolha:

1 – Ali Daei (Irã) 109 no entanto
2. Cristiano Ronaldo (Portugal) 101 no entanto
3. Ferenc Puskas (Hungry) 84 Potts
4. Konishige Kamamoto (Japão) 81 no entanto
5. Godfrey Chitalu (Zâmbia) 79 no entanto
6. Hussein Saeed (Iraque) 78 mas
7- Pelé (Brasil) 77 gols
8. Sandor Coxis (Hongri) 75 Botas
9. Bashar Abdullah (Kuwait) 75 gols
10. Sunil Chitri (Indy) 72 Botas

You May Also Like

About the Author: Winona Wheatly

"Analista. Criador. Fanático por zumbis. Viciado em viagens ávido. Especialista em cultura pop. Fã de álcool."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *