ONU pede trégua ‘imediata’ em Mariupol

As Nações Unidas pediram no domingo uma trégua “imediata” em Mariupol, para permitir a evacuação de cerca de 100.000 civis ainda presos neste porto ucraniano, que é controlado quase inteiramente pelo exército russo.

“Deve haver uma pausa na luta agora para salvar vidas. Quanto mais esperarmos, mais vidas estarão em risco. Eles devem ser autorizados a evacuar agora, hoje. Amanhã será tarde demais”, disse o coordenador da ONU para a Ucrânia, Amin Awad. disse em um comunicado.

Kiev havia indicado mais cedo neste domingo que as forças russas continuavam a bombardear esta cidade no Mar de Azov, já que o exército russo a bombardeou e sitiava desde o início de março, especialmente as siderúrgicas de Azovstal, o último bolsão da Ucrânia. resistência. lutadores.

“O inimigo russo continua disparando e fechando nossas unidades em Azovstal, incluindo ataques aéreos”, disse o Estado-Maior ucraniano em comunicado.

Transmitindo os apelos do presidente Volodymyr Zelensky por uma trégua, o conselheiro presidencial Mikhailo Podolak também pediu no Twitter uma “verdadeira trégua em Mariupol para a Páscoa (ortodoxa)” e um “corredor humanitário para civis”. Ele também sugeriu a realização de uma “sessão especial de negociações para levar seus soldados ou trocá-los”. Uma proposta ignorada por Moscou.

O novo apelo da ONU ocorre após uma tentativa fracassada de evacuação no sábado, com os ucranianos culpando os russos pelo fracasso.

READ  Mali | Um "golpe inaceitável" para a União Europeia, "sanções específicas" são possíveis

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *