Produção industrial brasileira aumenta em março, mas cai em relação ao 1º trimestre

A produção industrial subiu 0,3% em março em relação a fevereiro, disse a agência de estatísticas do governo IBGE nesta terça-feira, ligeiramente acima do aumento de 0,2% previsto por uma pesquisa da Reuters com economistas.

No entanto, permanece 2,1% abaixo do nível de fevereiro de 2020, antes do início da pandemia, disse a agência.

Em março, a produção caiu 2,1% em relação ao ano anterior, melhor do que a queda de 3% estimada na pesquisa. Mas no primeiro trimestre do ano, caiu 4,5% em relação ao mesmo período de 2021, segundo o IBGE.

André Macedo, diretor de pesquisa da agência, disse que fatores que dificultam a recuperação do setor permanecem, como o aumento dos custos de produção em meio à escassez de certas matérias-primas.

“Além disso, a inflação reduziu a renda disponível e as taxas de juros estão subindo e tornando o crédito mais caro”, disse ele.

O banco central do Brasil está conduzindo um dos ciclos de aperto monetário mais agressivos do mundo para domar a inflação de dois dígitos e deve aumentar as taxas novamente nesta semana.

Em março, houve aumento da produção industrial em três das quatro principais categorias econômicas, com destaque para bens de capital, com crescimento superior a 8% em relação a fevereiro.

Em contrapartida, a produção de bens de consumo semi e não duráveis ​​recuou 3,3%, encerrando uma expansão de três meses.

O setor industrial ainda não apresentou um desempenho robusto, apesar da forte redução do imposto industrial pelo governo, uma medida que agora enfrenta crescentes desafios legais.

READ  No Brasil, o turismo tenta se recuperar

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *