Quebec não vai imitar a França na vacinação

Quebec não pretende imitar a França, que tornará a vacinação obrigatória para todos os profissionais de saúde a partir de setembro, para tentar impedir o desenvolvimento da variante delta do COVID-19.

• Leia também: COVID-19: Vacinação obrigatória para todos os profissionais de saúde na França

• Leia também: COVID-19: Grécia tornará a vacinação dos cuidadores obrigatória

O presidente francês Emmanuel Macron anunciou, na segunda-feira, que vai impor a vacinação obrigatória para enfermeiras e não enfermeiras em hospitais, clínicas e lares de idosos.

Esses trabalhadores terão até meados de setembro para cumprir.

“Se você for um cuidador e não for vacinado, não poderá trabalhar e não receberá mais”, ameaçou o ministro da Saúde, Olivier Veran, pelo canal de notícias francês LCI.

Apenas 40% dos trabalhadores em lares de idosos serão vacinados, de acordo com o conselho científico que dirige o governo francês.

Emmanuel Macron alertou que “a situação connosco na França neste momento está sob controlo e, se não agirmos agora, o número de casos continuará a aumentar de forma acentuada e conduzirá inevitavelmente a um aumento do número de hospitalizações a partir de Agosto. ” , durante um discurso presidencial no final do dia.

Medição interrompida em Quebec

Quando contactada sobre este assunto, a empresa Christian Dubé confirma que revista Ele não pretende seguir os passos da França e forçar todos os profissionais de saúde a receber a vacina COVID-19.

«Les travailleurs de la santé doivent déjà fournir à leur empregador une preuve de vacination contre la COVID-19, sans quoi ils doivent se soumettre à un dépistage préventif récurrent, trois fois par attach semaine», Caue de Maréja Ministro da Saúde afirmativo.

A Sra. Côté-Boileau afirma que esta fórmula híbrida será preferida por enquanto.

READ  Ataque ao Capitólio | Membro orgulhoso do Boyz ainda está atrás das grades

“No entanto, a França toma as decisões que considera melhores de acordo com seu contexto epidemiológico e ainda fazemos o mesmo em Quebec”, explica ela.

” péssima ideia “

O presidente da Federação de Saúde e Serviços Sociais (FSSS-CSN), Jeff Begley, acredita que o governo deve continuar a favorecer a cenoura em vez do pau.

“Tornar a vacinação obrigatória é uma má ideia, na minha opinião. Devemos continuar incentivando os funcionários a vaciná-los, não forçá-los. Até agora, vimos que as coisas estão indo bem e continuarão”, diz Jeff Begley.

De acordo com a FSSS-CSN, quase 90% dos profissionais de saúde que trabalham diretamente com os pacientes receberam até o momento duas doses da vacina.

– Com AFP

Veja também

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *