Riotord: escolares no horário brasileiro

Depois de percorrer a Europa, Ásia, África e Oceania, os alunos da Riotord Public School desembarcaram na América do Sul, Brasil, na sexta-feira.

O dia começou em música com as batucadas. Prosseguiu com a leitura em português de uma história bem conhecida das crianças. Em seguida, jovens e velhos fizeram duas sobremesas tipicamente brasileiras: Quidim e Pé-de-Moleque, para o chá da tarde.

Cultura, história, língua, capoeira…

Em seguida, os alunos trabalharam em várias oficinas: sobre cultura e história do Brasil (animais, instrumentos, Amazônia, bandeira, colonização, favelas, carnaval…), prática do português, confecção da bandeira brasileira, confecção de máscara e finalmente uma oficina de capoeira, a arte marcial tipicamente brasileira.

Papilas gustativas de viagem

Todos os alunos e professores comeram uma deliciosa refeição brasileira preparada especialmente para a ocasião por Christelle Fabre e Isabelle Grail na cantina. No cardápio, empanas, feijoada, mousse de maracujá para fazer o paladar viajar também!

Respeitar sem julgar

“Como todos os anos, este dia na época de outro país é uma oportunidade para as crianças descobrirem e compreenderem outras culturas, outros pontos de vista, outros valores e respeitarem sem julgar as diferenças, manterem sempre a mente aberta para aprender com os outros e multiplicar o campo de possibilidades”, desenvolvem as professoras Marlène Courbon e Lauriane Guedes.

READ  “As Olimpíadas são uma aventura maluca”, elogia Coralie Lassource após a qualificação dos Bleues nas quartas de final em Tóquio

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *