Suprema Corte dos EUA pode derrubar o direito ao aborto

A Suprema Corte dos EUA está se preparando para derrubar a decisão histórica de 1973 que reconhece o direito ao aborto, confirmada segunda-feira ao Politico, que se baseia em um vazamento de documentos sem precedentes.

O jornal diz ter obtido um projeto de decisão majoritário escrito pelo juiz conservador Samuel Alito datado de 10 de fevereiro, que ainda está em negociação até sua publicação em 30 de junho.

ru vs. Wade, que por quase meio século acreditou que a Constituição dos Estados Unidos protege o direito da mulher ao aborto, era “completamente infundado desde o início”, está escrito neste texto proposto.

“Acreditamos que Roe v. Wade deveria ser abolido”, acrescenta Samuel Alito, para quem o direito ao aborto “não é protegido por nenhuma disposição da Constituição”.

Se a Suprema Corte aceitar essa conclusão, os Estados Unidos voltarão ao status quo anterior a 1973, quando todos os países eram livres para proibir ou permitir o aborto.

Dadas as significativas divisões geográficas e políticas sobre o assunto, metade dos estados, especialmente no conservador Sul e Central, deve extirpar rapidamente o procedimento em suas terras.

Vamos ser claros: este é um rascunho. É ultrajante e sem precedentes, mas não definitivo: o aborto continua sendo seu direito e ainda é legal”, twittou a Planned Parenthood, que opera muitas clínicas de aborto.

A Suprema Corte passou por profundas reformas por Donald Trump, que, em cinco anos, nomeou três ministros, consolidando sua maioria conservadora (seis de nove ministros).

Desde setembro, este novo tribunal enviou vários sinais a favor dos opositores do aborto.

Ela inicialmente se recusou a impedir a entrada em vigor de uma lei do Texas que limita o direito ao aborto nas primeiras seis semanas de gravidez versus dois terços sob a estrutura legal atual.

READ  De acordo com a Organização Mundial da Saúde, COVID-19 ainda não está sob controle

Durante uma revisão em dezembro da lei do Mississippi, que também questionou o prazo legal para o aborto, a maioria dos juízes investigativos deixou claro que eles estavam dispostos a mordiscar ou até mesmo derrubar o processo Roe v. vale.

O documento fornecido pelo Politico refere-se a este arquivo. Sua publicação constitui um vazamento raríssimo para o STF, já que o sigilo das deliberações quase não foi violado.

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *