Toque de recolher na França, pior mês de todos os tempos no Brasil … Atualização do Coronavirus

Novas medidas, novos relatórios e destaques: uma atualização sobre os desenvolvimentos mais recentes na pandemia Covid-19 em todo o mundo.

A situação na França

O presidente Emmanuel Macron anunciou a extensão das medidas de combate à Covid, bem como o fechamento de creches, jardins de infância e escolas primárias por três semanas, e faculdades e escolas secundárias por um período de quatro semanas, na tentativa de impedir a terceira. Onda de doença.

Além do toque de recolher em vigor a partir das 19h, essas medidas prevêem o fechamento de alguns negócios – no total 150 mil com um custo de ajuda a empresas que agora somam 11 bilhões de euros por mês – e restrições de viagens dentro de um raio. 10 km.

Duas semanas de fechamento da escola coincidem com as férias de primavera. “O sucesso desta estratégia depende de cada um de nós e do nosso espírito de responsabilidade”, disse Emmanuel Macron durante um discurso televisionado de 24 minutos.

A situação de saúde se deteriorou por várias semanas, com mais de 5.000 pacientes em terapia intensiva, após o pico da segunda onda em novembro, colocando os hospitais sob forte estresse. Essas medidas generalizadas vêm após a introdução da contenção híbrida, 13 dias atrás, em várias regiões da França, incluindo a região de Paris.

Ler: Na França as vacinas estão em alta velocidade

Brasil enterra seus mortos

“Nous n’avons jamais vu dans l’Histoire du Brésil un seul événement tuer autant de gens en 30 jours”, a déclaré à l’AFP Miguel Nicolelis, coordenadores do Comité Scientifique formé par les Etats du Nord-est du Brésil contre la Epidemia.

De 1º a 30 de março, 57.606 pessoas sucumbiram à Covid-19, ou 75% a mais que 32.881 vítimas em julho de 2020, que foi de longe o mês mais mortal para a grande nação latino-americana. Os números completos do mês deveriam ser divulgados na noite de quarta-feira.

READ  Bolsonaro se compromete com a neutralidade de carbono no Brasil até 2050

“Estamos no pior dos tempos, com registros de mortes e poluição, o que indica que abril ainda será muito ruim”, disse a epidemiologista Ethel Massel, professora da Universidade Federal do Espírito Santo.

Ponto no mundo

Ele fez a pandemia, pelo menos 2.805.004 mortos No mundo desde o final de dezembro de 2019, de acordo com um relatório da AFP de fontes oficiais na quarta-feira às 10:00 GMT.

Os Estados Unidos são o país com maior número de óbitos com 550.998 óbitos, à frente do Brasil (317.646), México (202.633), Índia (162.468) e Reino Unido (126.670).

Esses números não são insignificantes em nível global. Baseia-se em relatórios diários das autoridades nacionais de saúde, sem incluir reavaliações com base estatística.

Qualquer reprodução é proibida

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *