Ucrânia afirma ter atacado forças russas na Ilha da Serpente

O exército ucraniano alegou que bombardeou posições russas na Ilha Serpente no Mar Negro, que se tornou um símbolo da resistência ucraniana desde o início da invasão das forças russas em 24 de fevereiro.

• Leia também: “Vá fu ** você mesmo”: soldado ucraniano morre se recusando a se render

• Leia também: “O barco russo seguirá você”: um selo ucraniano simbolizando essa “vitória”

O Comando Sul do Exército Ucraniano postou no Facebook na noite de terça-feira, alegando que havia atingido um “ponto de verificação” e destruído um sistema antiaéreo: “Nossas forças realizaram ataques a posições inimigas na Ilha da Cobra”. “As perdas dos russos são claras”, acrescentou.

A Rússia não confirmou nenhum incêndio na ilha, que apreendeu logo após o início da invasão da Ucrânia em 24 de fevereiro.

Esta pequena ilha no Mar Negro se tornou um ícone na Ucrânia desde que uma troca de rádio se tornou viral nas redes sociais, na qual os guardas de fronteira ucranianos no primeiro dia do conflito gritaram “Droga, navio militar russo!” ao cruzador russo Moskva, que ordenou que se rendessem.

Logo após essa troca, o navio bombardeou a ilha e os soldados ucranianos foram capturados. Kiev informou que eles foram libertados posteriormente em uma troca de prisioneiros.

A gravação dessa troca verbal foi um leitmotiv da resistência ucraniana, e a opressão dos guardas de fronteira apareceu até em faixas durante manifestações de apoio no exterior e em selos ucranianos.

O cruzador Moskva, carro-chefe da Frota do Mar Negro da Rússia, afundou em meados de abril após ser atingido por mísseis ucranianos, segundo Kiev. Moscou, por sua vez, alegou que foi danificado por uma explosão a bordo.

READ  Programa de alongamento em casa de Emmanuel Macron

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *