Um novo recorde na França com mais de 330.000 feridos em 24 horas

Postado em:

A França registrou 332.252 novos casos do vírus COVID-19 na quarta-feira em 24 horas, de acordo com dados da saúde pública francesa. Um novo recorde diário desde o início da epidemia em 2020 na França.

Um novo recorde na França continental. Quelque 332 252 personnes ont été officiellement contaminées au Covid-19 en l’espace de 24 heures, mercredi 5 janvier, signe d’une importante de l’épidémie qui s’exerce atuellement don sur l’Hexagone, selon les lesén Ministry of Saúde.

A França, um dos países mais enlutados da Europa (124563 mortes, incluindo 351 nas últimas 24 horas), já registrou um número recorde de infecções na terça-feira (271.686 casos).

Uma emergência sanitária foi declarada em vários territórios ultramarinos franceses (Guadalupe, Guiana, Mayotte, São Martinho, São Bartolomeu) devido ao “aumento significativo” dos casos.

Os efeitos no hospital, que permanecem altamente incertos a médio prazo, já se fazem sentir, com mais de 2.000 internações num único dia, de acordo com dados anteriores divulgados segunda-feira pela Public Health France.

O aumento de casos registrados se deve em parte a um número sem precedentes de testes: 8 milhões na semana passada, de acordo com Olivier Veran, que mencionou o PCR e os testes de “antígenos”, menos precisos, mas mais rápidos. No entanto, o aumento da epidemia é muito real, como evidenciado pelo salto na “taxa de positividade”, que é a proporção de casos apenas em pessoas que fizeram o teste.

Omicron no mundo

A epidemia já matou pelo menos 5.456.207 pessoas em todo o mundo desde o final de dezembro de 2019, de acordo com um relatório preparado pela AFP na quarta-feira a partir de fontes oficiais. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que o número real pode ser duas a três vezes maior.

READ  Diante de seus apoiadores, Jair Bolsonaro ataca as instituições e o sistema eleitoral

Em termos absolutos, os Estados Unidos são o país mais pobre com um número de mortos de 830.284, seguido pelo Brasil (619.384), Índia (482.551) e Rússia (313.015).

O atual surto de pandemia foi relançado no final de 2021 com a chegada da variante Omicron, que é mais contagiosa do que a pandemia anterior, embora sua gravidade pareça limitada.

Isso leva ao aumento das faltas por doença, causando disfunções em diversos setores, inclusive saúde, e registros diários de poluição em muitos países, como na quarta-feira em Israel (quase 12 mil novos casos), ou mesmo nos estados Unidos. Holanda (24.590 novos casos), que impôs medidas rígidas para tentar conter a infecção, com lojas, restaurantes, bares e locais de entretenimento não essenciais fechados até 14 de janeiro.

com AFP

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *