Uma mala contendo 185 tartarugas descobertas no aeroporto de Galápagos

O Ministério do Meio Ambiente do Equador informou neste domingo que representantes do aeroporto e do Parque Nacional de Galápagos descobriram em uma mala cerca de 185 amostras de tartarugas, dez delas mortas, que deveriam ser transportadas do arquipélago ao continente.

“No aeroporto de Beletra, 185 tartarugas foram vistas eclodindo em uma bolsa que estava sendo transportada para o Equador continental”, disse o ministério no Twitter.

As Ilhas Galápagos estão localizadas a 1.000 quilômetros da costa equatoriana e apresentam flora e fauna únicas.

O ministério disse que a descoberta ocorreu “durante uma inspeção de rotina” entre o aeroporto de Galápagos e Papua-Nova Guiné e que a polícia e promotores “estão agindo”, sem dar mais detalhes.

“A idade das tartarugas não passa de três meses e seu casco é muito pequeno”, disse o aeroporto de Galápagos em nota, o que torna difícil localizar as tartarugas em seu local original, já que cada espécie difere de acordo com sua ilha original. .

Eles se embrulharam em sacos plásticos e dez deles não sobreviveram, de acordo com o comunicado.

O ministro do Meio Ambiente, Marcelo Mata, condenou em seu tweet “esses crimes contra os animais e o patrimônio natural dos equatorianos” e disse estar convicto de que esses fatos “serão punidos com todo o rigor estipulado na regulamentação aplicável”.

O comércio ilegal de animais selvagens é crime punível pela legislação equatoriana com pena de prisão de um a três anos.

O arquipélago, que serviu de laboratório natural para o cientista inglês Charles Darwin para sua teoria da evolução das espécies, leva o nome das tartarugas gigantes que ali vivem.

As tartarugas gigantes chegaram há três a quatro milhões de anos nesta região vulcânica do Oceano Pacífico.

READ  Australia changes the word in the national anthem to honor the indigenous people

Os cientistas acreditam que as correntes oceânicas dispersaram as tartarugas nas ilhas, resultando em 15 espécies diferentes – três das quais já estão oficialmente extintas – cada uma das quais se adaptou às suas terras.

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *